Posts Tagged ‘kyle idleman’

“O SENHOR avança como um herói.” Isaías 42:13 (BSP)

Jesus é sem sombra de dúvida um super-herói. Apesar de não usar um uniforme vistoso e justo, uma capa ou não tendo uma visão laser ou até mesmo pernas biónicas, não se deixe enganar por isto.

Os cidadãos da Palestina do primeiro século frequentemente buscavam pela ajuda de Jesus. Ele multiplicou um pequeno lanche numa quantidade suficiente para alimentar milhares de pessoas. Ao pronunciar algumas simples palavras, transformou jarras de água em vinho puro. Pelas suas mãos poderosas curou doenças que não podiam ser curadas; curou pessoas que estavam inabilitadas de forma vitalícia. Tempestades violentas foram acalmadas pelo som da sua voz. Pessoas escravizadas por demónios foram libertas pelo simples pronunciamento do seu nome. Em pelo menos uma ocasião ele passou por uma porta trancada como se esta nem aí estivesse. Durante a sua vida, não era limitado pelos meios de transporte comum e, consequentemente as suas sandálias devem ter registrado centenas de quilómetros. No final da sua vida na terra, subiu aos céus sem usar um helicóptero ou um terno foguete.

Nem mesmo a morte, o arqui-inimigo, pôde derrotá-lo. “Ó morte, onde está agora a tua vitória? Onde está o teu poder de matar? Graças a Deus que nos deu a vitória por meio de nosso Senhor Jesus Cristo!” (1 Coríntios 15:55,57 BPT). Jesus venceu essa épica batalha numa vitória decisiva ao levantar e caminhar para fora do seu próprio túmulo.

Isto sim é obra de super-herói. Mas quer ouvir algo realmente incrível? Algo tremendamente maravilhoso? Deus dá esse mesmo poder a todos que creêm nele. Sei que é difícil de acreditar, mas é verdade. Entendo que nem sempre se vê na vida prática. Quanto melhor conhecermos Jesus, mais o imitaremos, e quanto mais o conhecermos e segui-lo, mais experimentaremos a vida cheia de poder que ele nos prometeu (cf. Efésios 1:17-23). É desejo de Deus que o seu poder faça parte da estória da sua vida. Ele lhe oferece o poder para derrotar o vício, libertar-lhe da amargura, restaurar o seu relacionamento, ou o que quer que acrescente à essa lista. Nada é tão difícil para o Deus que venceu a morte.

Seguindo Hoje

Está vivendo uma vida de poder, ou frequentemente sente-se derrotado? Em que áreas da sua vida sente que necessita de um poder heroico? Reconheça sua fraqueza, ore e creia na verdade de Deus para a sua vida: “Ele dá forças ao cansado e enche de vigor aquele que é fraco” (Isaías 40:29).

Em seguida disse aos discipulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, esqueça-se de si próprio, carregue a sua cruz e venha comigo. Aquele que quer salvar a sua vida, acaba por perdê-la; mas aquele que perder a vida por minha causa, esse é que a encontra.” Mateus 16:24-25 (BSP)

Você é um seguidor de Jesus?

Esta é a pergunta mais importante que jamais poderá responder, e parece ser  este o momento certo para começar esta jornada: você é um seguidor de Jesus? Sim, eu sei que é a segunda vez que lhe faço a mesma pergunta. Uma vez que ela não é tão familiar temos a tendência de ignorar a pergunta. Não por que provoca uma situação desconfortável e, muito menos por que é tão convicente. Essa questão é ignorada muitas vezes pois parece ser redundante e ao mesmo tempo desnecessária. Reconhece-a como uma questão importante que outros devem considerar, e não para o seu caso? Bem, talvez seja como ir a um bar em Boston e perguntar “quem torce para os Red Sox[i]?” É uma pergunta importante, mas como está tão seguro com a sua resposta, a sua mente rapidamente a ignora. Porém, antes que a ignore tão rapidamente, permita-me esclarecer o que não estou lhe perguntando. Não pergunto se vai a igreja ou se os seus pais e avôs são cristãos. Não estou perguntando se levantou a mão no final de um sermão e repetiu uma oração após um certo pregador. Não lhe estou a perguntar se passou o verão numa EBF[ii] e/ou acampamento da igreja;muito menos se alguma vez usou uma t-shirt evangélica[iii], ou entende frases como “protecção para a viagem[iv]e “espada do espírito[v].”

Muitos de nós somos tão rapidos em declarar, “Sim, eu sou um seguidor de Jesus”, mas na verdade, não estamos tão certos se realmente entendemos tal declaração. Uma das passagens da Bíblia que muito dá que pensar fala a respeito do dia no qual muitos que a si mesmo acham ser seguidores de Jesus serão surpreendidos ao descobrir que Ele não os conhece. Jesus descreve um dia no qual todos estarão diante de Deus. Naquele dia, muitos que consideram-se cristãos e se identificam a si mesmo como seguidores estarão confiantemente diante de Jesus e, para sua surpresa acabarão por ouvi-LO dizer, “Eu nunca os conheci. Apartai-vos de mim.” Para ser mais claro, devo alertá-lo que esta não é minha opinião ou interpretação pessoal; é exactamente o que Jesus disse que irá acontecer. Pode ler sobre isto em Mateus 7:21-23.

Quer tenha assumido ser um seguidor de Jesus ou caminha fielmente com Ele, oro para que esta jornada devocional o encorage durante a sua caminhada a medida que reafirma o seu compromisso em segui-LO mesmo não sendo perfeito, mas de todo o seu coração.

Seguindo hoje

Pense no momento em que decidiu seguir a Jesus. Onde estava? O que o impulsionou a obedecer? O que mudou sobre si naqueles primeiros dias e semanas? Escreva as suas respostas a respeito das seguintes perguntas: é um seguidor de Jesus? Está actualmente a viver esta decisão? 


[i] Equipa de baseball professional Americano sedeado em Boston, Massachusetts 
[ii] Escola Bíblica de Férias
[iii] Tradução livre de “witness wear”; desconheço o equivalente em Português.
[iv] Tradução livre de “traveling mercies”.
[v] Tradução livre de “sword drills”.

Este é um devocional não anual, mas para 75 dias. O mesmo, resulta do bestseller Not a fan (Não sou um fã) de Kyle Idleman (um dos meus actores predilectos) e, tem como alvo ajudá-lo a tornar-se um seguidor de Jesus completamente comprometido.

O devocional será dividido em três partes, isto é, um grupo de 25 dias abordando um tema geral, tal como descrito nas próximas linhas, constituirá cada uma das partes:

  1. 25 Dias de Seguir;
  2. 25 Dias de Negação
  3. 25 Dias de Busca

Os dias, por sua vez, terão um subtema. Prontos, sem delongas, vamos a introdução dos primeiros 25 dias antes de passarmos para o Dia 1.

25 Dias de Seguir

A jornada começa aqui: aprendendo a ser um seguidor comprometido. Poderá ser tentado a avançar rapidamente por um desejo de querer ser um líder espiritual. Poderá parecer mais produtivo prescrever vinte e cinco dias de passos práticos elaborados para transformar a sua vida espiritual. Mas tudo começa com uma simples decisão em seguir e aprender o que significa viver seguindo Jesus diariamente.

Muitos cristãos e igrejas trabalham arduamente de maneiras a transformar o discipulado num programa ou currículo. Não obstante tais ferramentas serem uteis, os discípulos mais comprometidos são aqueles que andam intimamente com os seus mestres. “o que ele [o SENHOR*] exige de ti é que … obedeças humildemente a Deus.“(Miquéias 6:8). Os discípulos seguem fielmente quando conhecem bem o seu mestre.

Para estes primeiros vinte e cinco dias da nossa jornada juntos, quero simplesmente encorajá-lo a aprofundar o seu relacionamento com Jesus. Procure verdadeiramente conhecê-LO melhor, outra vez, ou talvez pela primeira vez. Muito mais do que isso, oro para que conhecendo-O mais intimamente o impulsione a segui-LO com um intenso amor. Por isso, verá que terá um desafio diário no final de cada devocional dando uma instrução prática para “Seguir Hoje.” Onde quer que esteja na sua jornada de fé, espero que siga o próximo passo em direcção a Jesus. Nenhum de nós já chegou a meta. Creio que descobrirá que quanto mais manter um relacionamento íntimo com Ele, mais se tornará em um seguidor comprometido.

Não esqueça de comentar sobre o seu crescimento como seguidor. Partilhe as lições aprendidas diariamente. Edifiquemo-nos uns aos outros.
*Nota do redactor (n.d.r).

El Predicador

Kyle Idleman define AHA (do Inglês, AwakeningHonestyAction; DespertamentoHonestidadeAção, tradução livre) como um reconhecimento repentino que conduz a um momento de honestidade que produz mudança.

Passividade é um grande perigo que , geralmente, tem sido tratada levianamente. Para muitos a percepção do perigo é evidente apenas após ver as consequências da mesma sendo coroadas. Há um outro perigo (e não é o único) que caminha junto com a passividade deixei a sua descrição para o final e, se por acaso identificar-se neste artigo; não sinta vergonha ou algum receio, simplesmente admita-o, não fique apenas na reflexão mas, arrependa-se e pratique o que você sabe que deve fazer.

Este ano tem sido extremamente complicado para mim devido ao peso de trabalhos e responsabilidades, ou melhor, honestamente falando, devido ao exagerado espaço que dei à passividade pois de uma ou outra forma todos temos trabalhos e responsabilidades a desempenhar e não precisamos de acréscimos no tempo porque 24 horas para um dia já são suficientes em vez de um “quem me dera que o dia tivesse 26 ou 32 horas!”. A passividade chegou, partilhámos a mesma mesa, dei-lhe o privilegio de falar e, finalmente, acabou por convencer-me com as suas sugestões mascaradas. Só para citar algumas das várias consequências: relacionamento(s) quebrado(s); comunhão com Deus por renovar e manter fora do sistema religioso; pesquisas por escrever e publicar; dissertação por terminar; carta informativa por escrever; vários livros e artigos por ler e escrever os respectivos relatórios; pessoas por visitar; cursos por concluir; compromissos de evangelismo e discipulado por manter firmes e constantes;  feiras de emprego, testes e seminários perdidos; hábitos e costumes que parecem simples mas, dificilmente se mantêm contantes… a lista continua. Para piorar, muitos desses eventos, que ja deviam fazer parte de um estilo de vida, têm prazos. Na verdade, eu fui sendo alertado por Deus, professores, amigos, colegas, circunstâncias… a respeito deste perigo mas, lembra daquela situações em que se apercebe que procede mal e que deve tomar outro rumo porém,…simplesmente deixa p’ra lá e insiste em ouvir a consciência acusando-o; chega, inclusive, a admitir consigo mesmo “sei que estou errado” e,…não faz nada para mudar a situação? Prefere ser passivo do que ativo!

Afinal, o que é passividade?! 

Segundo o dicionário Priberam, “passividade é a qualidade do que é passivo”; e este último, dependentemente do contexto deste artigo, significa “que não actua”, isto é, “indiferente, inerte”. Quantos foram prejudicados por não acatarem conselhos valiosos, ou pior quantos já não estão entre os vivos simplesmente por ignorarem as advertências das por agentes reguladores de trânsito, bombeiros, etc? No país onde resido, ocorrem terremotos e outros fenômenos naturais todos os anos, as instruções sobre como proteger-se, onde deslocar-se, o que levar consigo…são passadas desde a tenra idade; ja imaginou se num desses eventos o individuo simplesmente ignorar os alarmes?

Na realidade, eu acho que um passivo é alguém que vive do passado, gabando-se do que já fez ou viu e, até mesmo aquele que vive num estado de autopiedade por uma acção negativa do passado perpetrado contra ou por si, um autêntico museu ou enciclopédia móvel no sentido mau (podre…prontos a palavra soltou às teclas!) e prefere não aceitar mudanças. O que é isto que nos impede de agir de agir com grande senso de urgência? Em vez de sermos activos parece-nos natural sermos em responder passivamente. Geralmente, a tendência em vez de actuar tendemos a uma atitude (podre e cega) do tipo “estou certo que tudo acabará por si mesmo em bem”.

Apesar de a Bíblia não ser tão específica quanto a isto, acho que devo concordar com Kyle Idleman quando diz que passividade pode ser cuidadosamente descrita como o primeiro pecado que herdamos de Adão, que seria justo dizer que o primeiro pecado do ser humano não foi o comer da fruta, mas sim a passividade. Lembra quando Eva tirou a fruta? O que estava Adão a fazer? ou onde estava ele? De acordo com Gênesis 3:36, Adão estava aí com ela. Ele não disse nada; não fez nada; apenas ficou parado aí.

Continua…

We do what we need to do, but we are always relying on God. We know he has more wisdom than we do and more power than we can imagine. So we look to Him, we pray to him, we count on him, we trust him.

A very interesting and must read article by Kyle Idleman read the full text HERE.

 Por El Predicador
Lições que tenho aprendido e procurado aplicar ao longo da minha peregrinação na terra, através de outros seres, circunstâncias da vida,…há sempre lições a reter, basta ficar atento.
Pecados sexuais são sintomas de problemas profundos do coração.- Paul David Trip
Não siga o seu coração pois pode engana-lo.-Ken Bevel (Michael Simmons, no filme Prova de fogo)
O seu comportamento sempre revela mais sobre si mesmo.-P. D. Trip
Obediência é muito mais do que uma serie de comportamento. Obediência é uma atitude do coração. – Paul D. Trip
Ele não fala apenas para ser ouvido. Ele sempre fala para ser obedecido.- Priscilla Shirer
As nossas igrejas continuarão a encher-se de fãs até quebrarmos a separação entre seguir e crer. Seguir é parte de crer. Crer verdadeiramente implica seguir.-Kyle Idleman
A mesma igreja que o mundo mais gosta será com certeza aquela que Deus odeia.- Charles H. Spurgeon
Dá-me o Cristo da Bíblia or dá-me nada.-R. C. Sproul
A habilidade para discernir está em aprender a rejeitar o que é falso ou fraco mas, sobretudo, abraçar ardentemente o que é precioso.-Tony Reinke
O Antigo Testamento é apenas completo e completamente compreendido a luz de Jesus.-Brandon Hilgemann
Você não pode chamar Jesus Senhor a menos que se declare a si mesmo seu escravo.-Kyle Idleman
Uma lei injusta não é lei.- St. Agostinho (dito por James Farmer Jr. no filme Os Debatedores)
Podes queimar a Bíblia mas, nunca conseguirás queimar o Evangelho de Jesus Cristo.-
Hazem Farraj (Ex-Muçulmano)
Não te afastes de mim, porque a angústia vai chegar e não tenho quem me ajude. -David, Salmos 22:12 (BSP)
Todos sabem que hão-de morrer mas, ninguém acredita nisto. Se acreditássemos nos comportaríamos de forma diferente.- In, Tuesday with Morrie
Um especialista é alguém que sabe mais e mais sobre menos e menos.- Anónimo (copiado da k de um caderno que encontrei na loja)
Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns para com os outros. Quem ama o próximo cumpre a lei.-paulo de Tarso, Romanos 13:8 (BSP)
Não importa o que aconteça, simplesmente lembra-te: o Seu amor dura para sempre. Então, triste ou feliz louve-O.- El predicador
Eu hei-de correr até ver a sua face. Ó permita-me que eu viva na glória da sua graça.- Hillsong
Àquele que foi comigo e trouxe-me de volta: porque o Seu amor dura para sempre.-El Predicador

Sexual problem are symptomatic of deep problems of our heart.- Paul David Trip

Don’t follow your heart man, because your heart can deceive you. – Ken Bevel (Michael Simmons, In Fireproof movie)

Your behaviour always reveals more about yourself. – Paul David Trip

Obedience is more than a set of behaviour. Obedience is an atitude of the heart.- Paul David Trip

He doesn’t just speak to be heard. he always speaks to be obeyed. – Priscilla Shirer

Our churches will continue to be full of fans until we break down the dichotomy between following and believing. Following is part of believing. To truly believe is to follow.- Kyle Idleman

That very church which the world likes best is sure to be that which the Lord abhors.- Charles H. Spurgeon

Give me the Biblical Christ or give me nothing.- R. C. Sproul

The skill of discernment is learning to reject what is false or flimsy, but more importantly, to eagerly embrace what is precious. – Tony Reinke

The Old Testament is only fulfilled and fully understood in light of Jesus.- Brandon Hilgemann

You can’t call Jesus Lord without declaring Yourself his slave. – Kyle Idleman

An unjust law is not law at all.- St. Augustine (said by James Farmer Jr. In, the  Great Debaters)

You can burn the Bible, but you can’t burn the Gospel of Jesus Christ. – Hazem Farraj

Be not far from me, for trouble is near, and there is none to help.- David Psalms 22:11 (ESV)

Everyone knows that they’re going to die, but nobody believes it. If we did, we would do things differently.-Tuesday with Morrie

An expert is one who knows more and more about less and less. – Anonymous (taken from a notebook’s cover)

Owe no one anything, except to love each other, for the one who loves another has fulfilled the law. – Paul, a.k.a Saul of Tarsus.  Roman 13:8 (ESV)

No matter what simply remember: His love endures forever. So, sad or happy praise Him.- El Predicador

Yes I will run the race till I see your face. Oh let me live in the glory of your grace. – Hillsong

The one who went with me and brought me back: for his loves endures forever. -El Predicador

Cheers!!

Nzinga

 

De acordo com a minha leitura percebi a partir da primeira parte do livro, na qual constam seis capitulos, a diferença entre ser seguidor e fã, ou seja, aspectos relacionados aos dois grupos através de determinadas situações e descrevendo a atitude de um seguidor e de um fã diante da situação em causa.

Ser fã é admirar alguém ou alguma coisa sem ter contacto fisico e Ser seguidor é seguir alguém , tentar ser igual a essa pessoa em suas atitudes e comportamentos.

Características de um fã e de um seguidor

– Para o fã, enquanto está tudo bem com o seu admirador – este será sempre uma boa pessoa até descobrir algo vergonhoso sobre o mesmo e passa a ser a pior pessoa.

“Isso ja aconteceu comigo, eu admirava muito alguém e tinha-o como exemplo mas, no pequeno erro que cometeu eu me decepcionei e foi muito dificil voltar a ter o mesmo relacionamento”

– Ser fã é ser um admirador por um tempo determinado.

– Ser seguidor exige algo de mim mas, ser fã não exige nada.

Muitas vezes me considerei seguidora mas não conseguia expressar realmente o que eu era. No meu ponto de vista o que leva a crer que somos seguidores é o simples facto de irmos a igreja, fazermos parte de um grupo, e innclusive sermos lideres de um departamento na igreja (simples funções ou cargos nos levam a pensar que somos seguidores de Jesus, o que não é verdade).

Aprendi que ser seguidora de Jesus é um compromisso que precisa ser renovado diariamente, porque a partir do momento que assumo um compromisso com Jesus, o meu desejo é que seja um mar de rosas mas a Palavra de Deus fala que passarei por aflições, mas Jesus estará comigo para me ajudar em cada uma delas. Preciso entender que na jornada de seguidora de Jesus haverá mudanças em minha vida e sacrifícios de minha parte por mais difícil que sejam. Não tem como ser seguidora sem que Jesus interfira na minha vida. A decisão e o compromisso devem andar juntos. Eu decidi seguir a Jesus e devo me comprometer a segui-LO. Porque se  decidir que vou seguir a Jesus hoje, amanhã posso mudar de idéia (pelo facto de ver alguém que se diz ser cristão e que Deus tem um plano maravilhoso em sua vida porém passa por dificuldades e mesmo assim continua seguindo a Jesus, o que parece loucura mas, acontece).

Eu devo acreditar em Jesus e segui-LO, pois ele definiu um tipo de relação que terei com Ele, e ser fã dele não faz parte dos seus planos para minha vida.

Ao longo da leitura notei algo que ja sabia, a diferença entre ser íntimo e conhecer. Nem todo aquele que conhece alguém é íntimo dessa pessoa mas, todo aquele que é íntimo de alguém conhece-o .

Quando conheço Jesus, conheço-O apenas de ouvir falar, mas quando me torno íntimo é porque houve momentos e experiências juntos. Para que haja intimidade com Jesus é necessario estar disponível em conhecê-LO a cada dia de uma maneira diferente, porque Ele nunca vai agir hoje como agiu ontem.

Algo que eu gostei muito foi o que o Kyle mencionou sobre a mulher prostituta, Jesus estava em um jantar mas, não foi recebido com honra como a mulher o fez, a mulher conhecia Jesus de ouvir falar sobre os seus sermões mas, sabia que tudo que  precisava estava a frente dela e não se importou com o que falariam acerca dela, ela se derramou as pes de Jesus. Isso chama-se intimidade. O seu alvo era Jesus e  simplesmente focou no que queria e conseguiu.

Jesus tem de estar no centro da minha vida, e segui-LO tem de ser algo que devo fazer com amor e prazer sem se importar o que as pessoas vão dizer, o mais importante é o que Jesus vai achar e não a minha reputação diante dos homens.

Bom, sendo seguidora de Jesus, provavelmente estarei sujeita a certas regras e doutrinas estabelecidas na igreja onde estou inserida mas, essas regras não me tornam seguidora e cumpri-las, faz parte da obediência a autoridade instituida por Deus. Essas  regras e doutrinas não devem estar acima do meu relacionamento com Deus. Se eu não me esvaziar e deixar  Ele agir não vou conseguir ser seguidora.

Sempre que eu tentar ser seguidora pelo meu esforço não vou conseguir e estarei sempre frustada e decepcionada porque nada dá certo.

Com ajuda do Espírito Santo posso suportar as cargas ou dificuldades que encontro na minha caminhada.

“ Quando sou seguidora de Jesus a minha vida deve reflectir a minha crença, por isso é que Crer e Seguir devem andar juntos” não basta simplesmente crer ou acreditar tenho que seguir.”

Na segunda e Terceira parte do livro, entendi que Deus tem um propósito p’ra todo aquele que decide segui-Lo.

Mas nessa caminhada haverá momentos dificeis que terei de suportar. A minha decisão em segui-LO vai deixar algumas pessoas decepcionadas e nem todas vão gostar da decisão que tomei.

Ser seguidora de Jesus vai envolver tudo em minha vida começando por renunciar ou negar o meu eu, tomar a minha cruz e seguir  para que Deus tome conta de tudo.

Jesus quer que O siga mas, eu devo tomar esta decisão, por isso é que Deus quando criou o homem  deu-lhe a liberdade de escolha “o livro arbítrio” .

Mas, mesmo assim ainda noto coisas erradas em minha vida, mesmo com as advertências que Deus tem me dado.

E só alguns entendem e aceitam como sua vida pode ser diferente quando seguirem a Jesus.

Jesus me ama e tem o melhor para a minha vida, Ele simplesmente deseja que O siga. Ele tem e me ensina que tipo de relacionamento quer ter comigo. Um relacionamento íntimo, de entrega total, de dependência, e de renúncia.

Existem coisas que só irei  entender quando passar por uma determinada situação, porque enquanto eu não experimentar não vou entende-lo.

“Um seguidor aprende a negar a sua natureza diariamente por amor a Jesus”

Meus Momentos

  • Quando me foi feita a pergunta se era seguidora de Jesus fiquei sem palavras, nervosa não só pelo facto de ter sido o mano René a perguntar mas, pelo facto de não saber que resposta dar logo de primeira. Eu era fã de Jesus e não sabia, eu me identifiquei com algumas coisas no livro, principalmente com as características de um fã acima mencionado.
  • Antes de entregar a minha vida a Jesus eu já gostava de ler a Bíblia mas, não de forma séria, eu era muito “aparecedora” de tal maneira que algum tempo depois comecei a lê-la para mostrar as outras meninas que eu sabia mais de Deus pois achava que quanto mais mostrar que sei, serei respeitada por elas, e só lia para conhecer, era muito curiosa, andava com a minha Bíblia mas, não praticava nada do que eu lia; nunca fui de falar atoa ou ofender e tal mas, era muito e ainda sou crítica em certos aspectos.
  • Quando realmente decidi seguir a Jesus foi muito difícil principalmente pelo ciclo de amizade que tinha pois nem todas eram cristãs compromissadas, e as que se diziam cristãs eram católicas. Quando assumi o meu compromisso eu tive que me afastar um pouco delas porque queria ter um compromisso com Deus , não era apenas uma mera decisão mas, algo muito mais profundo, eu queria mudar de vida (se bem que não havia muita coisa pra mudar) mas, o que mudou foi suficiente para ser seguidora hoje, mesmo com alguns “cai e levanta” mas, estou firme em Deus.
  • Aprendi muito com esse livro. Abriu os meus olhos em vários aspectos, porque definitivamente no princípio da minha conversão eu era fã e simplesmente convencida de que era cristã e não seguidora e cristã convertida…

Hoje eu posso dizer que conheço e sou seguidora de Jesus por ter o seu zoe (vida) em mim e por ter experiências com Ele.

Muito obrigada!!

Valéria Quitini “L’enfant de Dieu”ª

Eu não sou uma fã!

ª A Valéria “Princesa” vive na costa atlântica e temos partihado bons momentos através do discipulado online.