Posts Tagged ‘Jocum’

«Todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu farei o mesmo por ele diante do meu Pai que está nos céus. Mas àquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus.» Mateus 10:32,33 BPT

O Mestre deixou bem claro, em João 15:18-21 BPT, que seriamos odiados e perseguidos pelo mundo, tal como aconteceu com Ele. A história da Igreja mostra claramente como a perseguição esteve sempre próximo daqueles que são fieis ao seu SENHOR e, posso arriscar dizendo que a perseguição contribuiu para a expansão do Evangelho pois homens fieis souberam declarar a favor do SENHOR  diante dos homens.

É comum ouvir ou ler sobre perseguições na Janela 10/40. São histórias reais sobre circunstâncias e pessoas reais…histórias que agitam a nossa fé, o Espírito Santo usa-as para fortificá-la e ajudam-nos a continuar a peregrinação…vale a pena continuar!

Aqui está o que desafiou e edificou a minha fé esta semana: Menina Nigeriana Desafia Boko Haram-Nega Renunciar a Sua Fé

Leah-Sharibu1

Leah Sharibu e a sua mãe, Rebecca Sharibu. vanguardngr.com

Mais uma vez o Boko Haram terroriza o mundo! O grupo invadiu uma aldeia e capturou 110 raparigas numa escola em Dapchi, Estado de Yobe na Nigeria. No dia 21/03, um mês depois, foram libertas 104 por serem Muçulmanas. Cinco delas morreram durante o cativeiro. O que aconteceu com a outra menina?
A Leah Sharibu, 15 anos, era a única cristã no grupo, e continua presa por ter desafiado os terroristas negando renunciar a sua fé Cristã. O pai da Leah, Nathan Sharibu disse, “Eles disseram que a libertariam se aceitasse converter-se ao Islão, mas ela disse que nunca se tornaria uma Muçulmana. Estou muito triste…mas também estou alegre pois a minha filha não negou a Cristo.”

A Leah enviou uma mensagem pedindo a sua família “que orassem para que a vontade de Deus fosse cumprida na sua vida.”  Que bravura, que fé, que testemunho para o mundo! Uma única menina Cristã dentre 110 desafia o perverso e abominável grupo Boko Haram, cujo o nome significa, “Proíbida a educação Ocidental.” De acordo aos relatos, quando os terroristas trouxeram de volta as 104 meninas raptadas, alertaram aos aldeões que não levassem as filhas à escola outra vez.

O que acontecerá com a Leah?

O presidente Nigeriano Muhammadu Buhari está sendo solicitado que evide esforços que garantam a sua libertação, isto é, “que cumpra os princípios da constituição Nigeriana.”  Oremos pela nossa irmã!

Alguns Motivos de Oração:

  • Oremos por conforto e protecção do Todo Poderoso sobre a Leah pela sua determinação por Cristo não obstante estando na cova dos leões e que seja liberta sem danos (Daniel 6:19-23).
  • Oremos para que o medo pelo Deus Altíssimo caia sobre os elementos do Boko Haram, tal como aconteceu com os Filisteus quando levaram a Arca da Aliânça (1 Samuel 6:20).
  • Que Deus use a vida da Leah para ministrar a vida dos terroristas e que a Sua luz seja manifesta neles de modos que venham a conhecer Aquele que morreu e ressuscitou por eles, Jesus Cristo (Actos 9:3-5).

 

Na Lista Mundial de Perseguição 2018 da organização missionária Portas Abertas, a Nigeria é o número 14. Consulte a página da oraganização, ou outras tais como Window International Network, Jocum, e outras tantas na Internet para mais informações sobre como envolver-se em oração e/ou ajudar os nossos irmãos que sofrem perseguições.

Então, vamos lá a nossa irmã precisa de nós. Não deixe de comentar o que mexeu com a tua fé esta semana…Vale a pena ser de Cristo.

El Predicador

É desejo de Deus falar com os seus filhos até mesmo quando oramos. Muitas vezes definimos oração como “conversar com Deus”; ora bem, uma conversa é um processo comunicativo e numa comunicação há (ou pelo menos deve haver) receptor e emissor e, portanto, se oração é comunicação com Deus então, poucas vezes nós cristãos praticamos “comunicação” pois nas nossas orações tem havido apenas o emissor ou, muitas vezes, aquele que ora exerce os dois papeis ao mesmo tempo mas, cegamente.

E, consequentemente nem nos apercebemos das respostas do Pai, ou fazemos orações distorcidas, ou ainda, fazemos orações anti-Bíblicas, i.e., motivadas pela carne. O Pai quer falar connosco pois oração é realmente falar com Deus. Tal como li ultimamente em um livro ou artigoª, “enquanto oramos, Deus escuta-nos atentamente esperando a sua vez mas, somos tão apressados que corremos para o “ámem” sem ao menos paramos para ouvir a sua voz e Ele (Deus) fica num estado como quem quissesse dizer “espera, também tenho algo a dizer“. Deviamos todos aprender e praticar a “oraçao da via dupla”; eu falo, Deus fala e vice-versa.

Deus deseja e muito comunicar-se com os seus:

E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas,

e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. João 10:4 (ACF)

Deus fala de várias maneiras e todas elas condizem com a sua Palavra. O problema não está em Deus mas, no homem pois este tem dificuldades em discernir a voz do Senhor, muitas vezes confunde-a com a sua própria voz ( a interior), quantas vezes ouvimos o “assim diz o Senhor” quando na verdade foi a carne (frango, galinha, etc) que falou?  e, inclusive, há aquelas vezes que a voz do Eterno é confundida com a de Satanás (bum!!!). Mas, a afirmação de Cristo no texto acima deixa claro que Ele quer falar com os seus, Ele fala com os seus e, também, os seus conhecem a sua voz, ou seja, eles estão em condições de ouvi-LO; sim, muitas vezes é confuso discerni-LO temos relatos (na Bíblia) de homens tementes que também tiveram as mesmas dificuldades mas, já pensou como seria catastrófico esquecer a voz do seu amigo? Deus é meu amigo?! Eu, também, tenho tido dificuldades e muitas vezes; já tomei decisões que afectaram negativamente tanto a mim como a terceiros simplesmente por falta de discernimento. Aham! Essa é engraçada!!rsrs Lembro-me de uma vez, na Jocumº, ter acordado com uma grande sede de passar o dia em oração mas, tinha um outro grande desejo nesse dia pois não queria apenas orar, queria ouvir a voz de Deus mas, queria a voz audível de Deus rsrs. Lembro-me ter ido ao monte e enquanto orava disse: “Deus, eu não quero voz interior mas, uma voz audível” e, naquela intesidade de oração a minha sáliva foi secando e vindo a tornar-se muito branca. De repente começou a chuviscar e lá estava eu a orar sem parar fale comigo, hoje quero ouvir a sua voz audível, e quando parei, dei um suspiro um pouco prolongado que emitiu um som pois estava sozinho no lugar mas, fiquei com medo e comecei a tremer pois pensei que era o suspiro de uma outra pessoa…só sei que estava a tremer de tanto medo que quando abri os olhos e descobri que o suspiro era o meu, disse para comigo mesmo “quero ouvir a voz audível de Deus mas, do som do meu próprio suspiro tenho medo?!”  Prontos, esqueci infelizmente a ideia do “quero ouvir a voz audível” e desci do monte meio triste comigo mesmo.

Quanto mais nos relacionarmos com Deus, mais aprenderemos sobre Ele. Mas, relacionar-se com Deus começa com “morte”; sim, tivemos acesso a cidadania do Seu reino através da Sua morte na cruz e, para aprendermos com Ele e sobre Ele é necessário que morramos de nós mesmos todos os dias e Ele viva em nós e através de nós todos os dias e é a isto que devemos pensar ao referirmo-nos ao relacionamento com Deus ou a viver em dependência de Deus, morte.  A minha caminhada com Ele, requer tempos de conversa, tempos de estudo individual e colectivo da Sua Palavra  pois não tem como ouvir a voz de Deus quando não dispenso tempo para Deus.

Ele está tão disposto em fazer parte de tudo quanto envolve a nossa vida. Ele quer participar das nossas conversas com Ele; Ele fala de várias formas até mesmo através daquelas coisas “insignificantes” mas, a pergunta é: estou disposto a ouvir?

Hoje aprendi mais uma lição nessa discíplina (ouvir a voz de Deus): tenho passado por algumas dificuldades financeiras ultimamente mas, estou feliz por não ser devedor de alguém e, consequentemente, ser servo de algum homem (“…e o que toma emprestado é servo do que empresta.” Provérbios 22:7 – ACF). Pelo contrário tenho estado a aguardar por um depósito por parte da universidade mas, que tem demorado pois com a conta rota e o cartão de crédito a ser cobrado no dia 10 do corrente corria o risco de ser penalizado pelo banco; no entanto pela manha ao chegar o homem do correio ouvi aquela suave voz acompanhada daquela linda paz inexpremível a orientar-me que fosse verificar a minha caixa de correio.  Eu mesmo sentindo a paz do Senhor que ultrapassa todo o entendimento fiquei a pensar em como poderia resolver o problema e pus-me a procurar por algumas divisas em casa para fazer um depósito urgente mas, o que é lindo é que aquela paz interior e aquela voz “veja o seu correio” não desapareceram e lá fui eu verificar o que chegou e… o que encontrei?! uma nota do banco a confirmar o depósito efetuado no dia anterior ao cancelamento temporário do cartão.

Ande nos caminhos de Deus e peça-Lhe que te ensine a ouvir a sua voz. Exercita os seus ouvidos nessa caminhada e aprenda a discernir a voz do Pai. Esteja atento(a) pois mesmo na escola do silêncio (de Deus) as aulas são poderosas.

El Predicador

ª Não me recordo quem escreveu e muito menos como estava descrito mas, fiz um esforço para apresentar a ideia e ao mesmo tempo evitar acréscimos.

º Isto aconteceu há 14 anos. Sim, sei que é muito tempo mas, mesmo assim, ainda acho que pode servir de edificação para alguém; prontos, já contei.

Workshop para solteiros (as)

Temor do Senhor, base para relacionamentos saudaveis.
Aproveite a ocasiao e aprenda para ser um canal de bencao numa sociedade onde valores estao sendo deturpados cada vez mais.