Posts Tagged ‘Janela 10-40’

«Todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu farei o mesmo por ele diante do meu Pai que está nos céus. Mas àquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus.» Mateus 10:32,33 BPT

O Mestre deixou bem claro, em João 15:18-21 BPT, que seriamos odiados e perseguidos pelo mundo, tal como aconteceu com Ele. A história da Igreja mostra claramente como a perseguição esteve sempre próximo daqueles que são fieis ao seu SENHOR e, posso arriscar dizendo que a perseguição contribuiu para a expansão do Evangelho pois homens fieis souberam declarar a favor do SENHOR  diante dos homens.

É comum ouvir ou ler sobre perseguições na Janela 10/40. São histórias reais sobre circunstâncias e pessoas reais…histórias que agitam a nossa fé, o Espírito Santo usa-as para fortificá-la e ajudam-nos a continuar a peregrinação…vale a pena continuar!

Aqui está o que desafiou e edificou a minha fé esta semana: Menina Nigeriana Desafia Boko Haram-Nega Renunciar a Sua Fé

Leah-Sharibu1

Leah Sharibu e a sua mãe, Rebecca Sharibu. vanguardngr.com

Mais uma vez o Boko Haram terroriza o mundo! O grupo invadiu uma aldeia e capturou 110 raparigas numa escola em Dapchi, Estado de Yobe na Nigeria. No dia 21/03, um mês depois, foram libertas 104 por serem Muçulmanas. Cinco delas morreram durante o cativeiro. O que aconteceu com a outra menina?
A Leah Sharibu, 15 anos, era a única cristã no grupo, e continua presa por ter desafiado os terroristas negando renunciar a sua fé Cristã. O pai da Leah, Nathan Sharibu disse, “Eles disseram que a libertariam se aceitasse converter-se ao Islão, mas ela disse que nunca se tornaria uma Muçulmana. Estou muito triste…mas também estou alegre pois a minha filha não negou a Cristo.”

A Leah enviou uma mensagem pedindo a sua família “que orassem para que a vontade de Deus fosse cumprida na sua vida.”  Que bravura, que fé, que testemunho para o mundo! Uma única menina Cristã dentre 110 desafia o perverso e abominável grupo Boko Haram, cujo o nome significa, “Proíbida a educação Ocidental.” De acordo aos relatos, quando os terroristas trouxeram de volta as 104 meninas raptadas, alertaram aos aldeões que não levassem as filhas à escola outra vez.

O que acontecerá com a Leah?

O presidente Nigeriano Muhammadu Buhari está sendo solicitado que evide esforços que garantam a sua libertação, isto é, “que cumpra os princípios da constituição Nigeriana.”  Oremos pela nossa irmã!

Alguns Motivos de Oração:

  • Oremos por conforto e protecção do Todo Poderoso sobre a Leah pela sua determinação por Cristo não obstante estando na cova dos leões e que seja liberta sem danos (Daniel 6:19-23).
  • Oremos para que o medo pelo Deus Altíssimo caia sobre os elementos do Boko Haram, tal como aconteceu com os Filisteus quando levaram a Arca da Aliânça (1 Samuel 6:20).
  • Que Deus use a vida da Leah para ministrar a vida dos terroristas e que a Sua luz seja manifesta neles de modos que venham a conhecer Aquele que morreu e ressuscitou por eles, Jesus Cristo (Actos 9:3-5).

 

Na Lista Mundial de Perseguição 2018 da organização missionária Portas Abertas, a Nigeria é o número 14. Consulte a página da oraganização, ou outras tais como Window International Network, Jocum, e outras tantas na Internet para mais informações sobre como envolver-se em oração e/ou ajudar os nossos irmãos que sofrem perseguições.

Então, vamos lá a nossa irmã precisa de nós. Não deixe de comentar o que mexeu com a tua fé esta semana…Vale a pena ser de Cristo.

El Predicador

Mostram pelo seu proceder que trazem escrito no coração aquilo que a lei ordena. A voz da sua consciência ensina-lhes o que devem fazer e acusa-os ou defende-os, conforme os casos. Romanos 2:15 (BSP)

Recentemente, aprendi mais uma lição aqui na Janela 10-40. E foi mais ou menos assim: Havia passado a noite na universidade tentando terminar um trabalho que estava fora de prazo para submissão a uma conferência. Provavelmente, por volta das duas da tarde decidi dar uma pausa (acho que a essa altura o trabalho já havia sido revisado pelo meu supervisor) pois estava tonto e dei um salto ao restaurante mais próximo à minha faculdade.

Depois de encomendar o piteu (comida; verbo “pitar” = comer; [gíria, Angola]) e ser servido, descobri que estava sem a carteira e muito menos moedas soltas no bolso. Na verdade, o meu maior choque não foi o esquecimento da carteira, até porque era a primeira vez que estava numa situação dessas (há sempre uma, né?!). O meu maior espanto surgiu quando ouvi e percebi tão bem o que a senhora disse após a minha explicação e pedido de desculpas: não se preocupe, pode comer e volte depois para pagar.  Agi como se não tivesse percebido ou acreditado ao que acabara de ouvir, repeti o pedido de desculpas e sugeri que fosse a busca do dinheiro antes da refeição e ela simplesmente voltou a insistir na sua idéia o que acabou por prevalecer.

Se por um lado, foi uma situação de vexame para mim; por outro, foi uma grande oportunidade para ouvir Deus e aprender várias lições. Sim, há sempre algo para aprender em qualquer situação, quer boa ou má, basta ter as antenas no lugar (sobretudo, a antena espiritual). Mas, o que esta situação tem haver com o texto acima?

Naquele instante pensei assim: onde é que ela tira a confiança para fazer uma declaração destas? que garantias tem ela de que hei-de de voltar depois?

As respostas a estas e outras perguntas levaram-me para Deus. Sim, Ele está na origem disto tudo. Claro que o meu testemunho silencioso (carácter) contribuiu em certa medida para isto pois a cada lugar que vou o Mestre deve ser exposto quer eu fale ou não. Mas, quero apoiar-me, essecialmente, na intervenção da divindade antes da ocorrência dessa situação pois é nela que tiro a base para esta meditação.

O texto acima deixa bem claro que todos viemos a este mundo com a lei de Deus implantada em nossos corações. Quer seja cristão ou não, já tenho em mim a consciência da existência de Deus e dos princípios que devo adoptar para a vivência harmoniosa com os outros seres. Até mesmo os “atoas” (entenda-se ateus) nascem já com a lei escrita ou implantada nos seus corações mas, que em algum momento da vida decidem não adoptar tal princípio e escolhem assumir o comando das suas vidas com ideologias insensatas sobre a (in)existência de Deus.

Há 4 anos que vivo num país não-cristão ( será que existe algum país cristão aqui na terra?!) e, várias são as lições que aprendo com aqueles que não conhecem Cristo como seu Senhor ou ao menos ouviram falar; lições que se fossem adoptadas como estilo de vida numa nação como a minha com população maioritariamente cristã (pelo menos a estatística dos homens assim o diz e lembro-me tão bem como os meus olhos são testemunha disto aos Domingos) seriam interpretadas como generosidade exagerada ou fanatismo ou outros nomes; no meio dessa gente aprendo lições como o temor do Senhor no tempo, o pedir desculpas mesmo quando se sabe que estou certo ( o que na verdade não é mais senão uma renúncia de direitos, etc), e tantas outras provam com clareza que aqueles que partem deste mundo sem o privilégio de ouvir as Boas Novas, serão julgados de acordo com a lei de Deus implantada nos nossos corações o que, por si só deixa claro que ninguém escapará com alguma “desculpa farrapada” diante do juízo final,

Está determinado que os homens morram uma só vez

e  que depois sejam julgados por Deus.Hebreus 9:27 (BSP)

E, ainda, a clareza que a sentença do Bom Juíz será grande surpresa para muitos pois alguns “supostamente” herdeiros por ouvirem a Palavra várias vezes e declararem crer nela ficarão de fora e, muitos “supostamente” perdidos serão legalmente convidados às Bodas do Cordeiro.

Aquela senhora simplesmente obedeceu ao princípio do amor ao próximo, como se tivesse pensado – este jovem precisa alimentar-se e isto vale mais que o dinheiro que venha a pagar ou não pela refeição – mas, isto é amor ao próximo e quem ensinou isto a ela? Um pregador?! Não! mas, sim o próprio Deus pois implantou tal princípio dentro dela e ela apenas agiu em conformidade ao que o Criador preparara antes e, isto devia ser algo natural pois fomos todos criados para assim proceder. Não vivería eu bem no meu dia-a-dia se ao menos me esforcasse em viver o que trago escrito no meu coração pela lei do Eterno?

Cristo em mim é o cumprimento da lei, ou seja, o que vem escrito no meus coração se torna mais evidente e poderoso dentro do propósito original a medida que cada vez mais decresço e dependo dEle.

Eu sou a videira e vós os ramos.

Aquele que estiver unido comigo dá muito fruto

porque sem mim nada podem fazer. João 15:5 (BSP)

A minha história no restaurante terminou tão bem, tanto quanto começou pois depois de restituir o que devia terminámos ambos em agradecimentos e pedidos de desculpas. A única parte triste foi esta: estava sem folhetos na altura para dá-la.

Trocando impressões com o Pai: Pai, ensina-me a praticar a tua Palavra tal como fui criado para fazer.

El Predicador

Obs: Quer partilhar um pouco das suas lições comigo? Dê um toque nos comentários e estaremos ligados!!!