19 De Junho
Tu me amas?… Apascenta as minhas ovelhas“, João 21.16

Jesus não disse: “Converta as pessoas à sua maneira de pensar”, mas, antes disse “Cuide de minhas ovelhas; cuide para que elas recebam conhecimentos sobre Mim”. Consideremos serviço aquilo que fazemos no sentido de trabalho cristão; Jesus Cristo chama de serviço aquilo que somos para ele, não o que fazemos para ele. O discípulado baseia-se na devoção a Jesus Cristo, não na adesão a uma crença ou a um credo. “Se alguém vem a mim e não aborrece… não pode ser meu discípulo”, Luc.14:26. Não há persuasão, nem compulsão, mas simplesmente devoção: “Se você quiser ser meu discípulo, terá que ser inteiramente devoto a mim”. A pessoa tocada pelo Espírito de Deus de imediato dirá: “Agora compreendo quem é Jesus”. É essa a nossa fonte de devoção.

Temos colocado a crença na doutrina em vez da crença pessoal e é por isso que tantas pessoas se devotam a causas e tão poucas se devotam a Jesus Cristo em pessoa. As pessoas não querem devotar-se a Jesus, mas, apenas à causa que ele lançou. Jesus Cristo é motivo da profunda aversão para a pessoa culta de hoje porque não nos relacionamos com ele na seriedade dum Amigo. O primeiro compromisso de nosso Senhor era com a vontade do seu Pai, não com as necessidades dos homens; a salvação dos homens foi um resultado natural de sua própria obediência ao Pai. Se eu me devotar apenas à causa da humanidade, logo ficarei esgotado e chegarei ao ponto em que meu amor vacilará; mas, se amo a Jesus Cristo ardentemente, poderei servir toda a humanidade ainda que os homens me tratem como a um tapete. O segredo da vida de um discípulo é a devoção a Jesus Cristo e a sua característica principal é a humildade e a baixeza. É como o grão de trigo que cai na terra e morre, mas, depois brota e modifica toda a paisagem adjacente, João 12.24.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Comments are closed.