13 De Julho
No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor“, Is.6.1

A história da nossa experiência com Deus é frequentemente a história das mortes dos nossos heróis. Não poucas vezes, Deus tem-se atarefado em demasia afastando nossos amigos para se colocar no lugar deles dentro de nós e, logo ali, desfalecemos, falhamos e desanimamos por causa disso. Aplique esta verdade à sua vida: no ano em que “morreu” aquele que representava para mim tudo o que Deus é, eu desisti de tudo ou adoeci? Fiquei desanimado ou vi o Senhor?

A visão que obtenho de Deus depende do estado do meu carácter. O carácter determinará o tipo de revelação. Antes que eu possa dizer “Vi o Senhor”, é necessário que haja em meu carácter algo de Deus já. Enquanto eu não nascer de novo e não começar a ver o Reino de Deus, verei as coisas apenas do ponto de vista dos meus preconceitos. Preciso submeter-me a uma remoção dos eventos externos e de uma purificação interior total.

É preciso que Deus ocupe o primeiro lugar, o segundo lugar, o terceiro lugar, até que a nossa vida esteja de frente para ele e ninguém mais tenha essa importância para nós. “Em todo este mundo, não há mais ninguém além de ti, meu Deus, mais ninguém para além de ti!”

Continue a pagar o preço. Mostre a Deus que você está disposto a viver de acordo com essa visão que obteve dele.

 REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s