6 De Maio
Para a liberdade foi que Cristo nos libertou“, Gal.5.1

O homem espiritual nunca coloca sobre os outros exigências como: “Creia nisto ou naquilo”; ao contrário, ele o orientará no sentido de que antes tenha como e porque enquadrar toda a sua vida nos padrões de Jesus. Não somos chamados a acreditar na Bíblia, mas, a crer naquele que a Bíblia revela, João 5:39,40. Somos chamados a pregar liberdade (libertação) de consciência, não liberdade de opinião. Se temos a liberdade de Cristo, levaremos outros a conhecer essa mesma liberdade – a liberdade de podermos experimentar o domínio de Jesus Cristo.

Avalie sempre a sua conduta e vida pêlos padrões de Jesus Cristo. Curve a cerviz somente ao Seu jugo e a nenhum outro, seja ele qual for; e tenha o cuidado de jamais colocar sobre outros um jugo que o próprio Jesus não teria colocado. Será necessário muito tempo para Deus nos tirar a teimosia de pensar que, a menos que todos pensem como nós, estão todos errados. Essa nunca é a posição de Deus. Existe apenas uma liberdade actuante em nossa consciência, capacitando-nos a fazer o que é certo: a liberdade em Jesus.

Não se torne impaciente; lembre-se de como Deus o tratou a si – com paciência e com gentileza; nunca, porém, dilua a verdade de Deus por isso. Deixe-a agir e nunca peça desculpas por ela. Jesus disse: “Ide… fazei discípulos” Mateus 28:19, não “fazei adeptos das suas ideias e opiniões”.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s