21 De Abril
 Filipe, há tanto tempo estou convosco e não me tens conhecido?João 14.9

O Senhor deve estar constantemente admirado connosco – admirado por ver como somos pouco simples. São nossas próprias opiniões que nos tornam tolos; quando somos simples nunca somos tolos; temos discernimento o tempo todo. Filipe esperava a revelação de um tremendo mistério, porém, não aquele que conhecia. O mistério de Deus não está no que vai acontecer; já é presente em nós. Nós o esperamos para daqui a pouco, em algum evento em forma de cataclismo. Podemos não ter nenhuma relutância em obedecer a Jesus, mas, é provável que o estejamos magoando com as perguntas que lhe fazemos. “Senhor, mostra-nos o Pai”, João 14:8. A resposta dele é directa: “Ele está aqui, sempre aqui, ou não está em parte nenhuma”. Esperamos que Deus se manifeste a seus filhos; Deus só se manifesta em seus filhos. As outras pessoas é que vêem a Sua manifestação neles; o filho de Deus não. Queremos estar conscientes de Deus, mas, se estamos pedindo a Deus que nos dê experiências, ou se pomos as experiências visíveis em relevo, magoamos o Senhor. As próprias perguntas que fazemos magoam Jesus, porque não são perguntas próprias de uma criança.

“Não se turbe o vosso coração” João 14:1,27. Então estarei eu magoando Jesus ao permitir que meu coração se turbe? Se confio no carácter de Jesus, estarei vivendo de acordo com essa convicção? Estarei permitindo que alguma coisa me perturbe o coração, que dúvidas mórbidas penetrem nele? Tenho que chegar a um relacionamento confiante, em que aceito tudo da maneira que ele o envia até mim. Deus nunca nos guia “daqui a pouco”, mas, sempre “agora”. Tome plena consciência de que o Senhor está aqui agora e a libertação dele é imediata.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Comments are closed.