3 De Abril
 Se conheceras… o que te leva à paz! Mas isto agora está oculto aos teus olhos“, Luc.19.42.

Jesus acabara de entrar triunfante em Jerusalém e a cidade agitou-se e perturbou-se até seus fundamentos. Mas, havia ali um deus estranho: o orgulho do farisaísmo; era religioso e correcto mas não passava de um “sepulcro caiado, que, por fora, se mostra belo, mas interiormente está cheio de ossos de mortos e de toda imundície!”, Mat.23:27.

O que me está cegando neste “meu dia”? Terei um deus estranho – não um monstro repelente, mas uma inclinação atraente que me governa? Mais de uma vez Deus já me colocou frente a frente com esse deus e percebi que teria que entregá-lo, mas não o fiz. Atravessei a crise escapando por um milagre e após isso achei-me segurando esse deus estranho ainda; estava cego às coisas devidas à minha paz. É constrangedor pensar que podemos estar a ouvir o Espírito de Deus a falar-nos livremente para ainda assim aumentar na nossa própria condenação aos olhos de Deus.

“Se conheceras…” Deus fala direccionado para o coração, apontando nele, seguido daquelas lágrimas de Jesus. Essas palavras implicam a existência duma responsabilidade culposa; Deus responsabiliza-nos até por aquilo que não vemos. “Mas, isto está agora oculto aos teus olhos” – porque a nossa inclinação natural nunca foi entregue a ele. Que profunda tristeza a dessa expressão: “Poderia ter sido!” Deus nunca abre portas que tenham sido fechadas. Ele abre outras portas, mas, faz-nos lembrar que existem portas que nós fechamos, portas que nunca precisariam ter sido fechadas, pensamentos que nunca precisariam ter sido manchados. Não se atemorize quando Deus lhe trouxer à lembrança o passado. Deixe que a memória actue a seu favor, em forma de lembrança. Ela é ministra de Deus, com suas reprovações e correcções, produzindo dor. Deus transformará o que “poderia ter sido” numa lição para uma sementeira promissora de futuro.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s