Santidade ou Dureza Para com Deus

Posted: March 31, 2017 in Meditações de Oswald Chambers...
Tags: , ,

30 De Março
E maravilhou-se de que não houvesse um intercessor“, Is.59.16

A razão por que muitos de nós abandonamos a oração e nos tornamos amargurados contra Deus é que sempre tivemos um interesse somente sentimental pela oração. Soa bem dizermos que oramos; lemos livros sobre oração que nos dizem ser muito benéfica e que nos tranquiliza a mente e que eleva nossa alma quando oramos; mas, Isaías dá a entender que Deus fica estupefacto com os muitos pensamentos eloquentes sobre a oração.

Adoração e intercessão devem sempre caminhar juntas; uma é impossível sem a outra. Intercessão significa que nos despertamos para nos baptizarmos com a mente de Cristo em relação àquela pessoa por quem oramos. Com demasiada frequência, em vez de adorar a Deus, formulamos meras regras sobre como a oração funcionaria. Estaremos adorando a Deus ou argumentando com ele: “Não vejo como vais fazer isto”, dizemos a Ele. Tal atitude é sinal claro de que não estamos adorando a Deus, porque não estamos vendo quem ele é de facto. Quando perdemos Deus de vista, tornamo-nos endurecidos e dogmáticos. Atiramos nossas petições ao trono de Deus e lhe ditamos o que queremos que ele faça. Não adoramos a Deus, nem procuramos formar em nós a mente de Cristo. Se nos tornamos endurecidos para com Deus, seremos assim para com as pessoas também.

Será que estamos adorando a Deus de tal maneira que nos despertamos para buscá-lo, a fim de podermos compreender o propósito dele em relação às pessoas por quem oramos? Estaremos vivendo num relacionamento santo com Deus ou estamos sendo rígidos e dogmáticos?

“Mas não há ninguém intercedendo adequadamente”. Então seja você esse intercessor, seja você aquele que adora a Deus e vive através dum relacionamento santificado com ele. Entregue-se ao verdadeiro trabalho de intercessão, lembrando-se de que se trata de um trabalho, um trabalho que exige todas as suas energias; mas um trabalho sem riscos. O trabalho de pregar acarreta riscos, a oração intercessória, não.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s