25 De Janeiro 

Quando, porém… aprouve (a Deus)… Gal.1.15.

Como obreiros de Deus, temos que aprender a abrir caminho para Deus – um espaço enorme para ele agir. Fazemos planos e cálculos e chegamos a dizer mesmo que acontecerá isto ou aquilo e facilmente nos esquecemos de dar espaço para que Deus entre em cena da maneira que melhor lhe parecer. Será que ficaríamos desgostosos ou surpresos se Deus aparecesse em nossas reuniões ou se ele se manifestasse em nossa pregação de um modo que jamais esperaríamos ver? Não esperemos que Deus venha de uma forma esperada e privada, mas apenas esperemos por ele. Esse é o jeito de se abrir espaço para ele. Esperemos que ele venha, isso sim, mas nunca o esperemos da mesma forma individual. Por mais que conheçamos e entendamos Deus, a grande lição a ser acatada é que, a qualquer momento, ele pode surgir de novo. Temos a tendência para esquecer esse elemento de surpresa que Lhe é característico; no entanto, é sempre assim que Deus age. Inesperadamente, ele invade nossa vida: “Quando, porém… aprouve (a Deus)…” 

Achemos como e porque manter as nossas vidas em permanente contacto firmado em Deus de modo que aquele poder que surpreende nos tenha como ressurgir tanto da direita quanto da esquerda sem que nos surpreendamos com isso. Permaneçamos numa atitude de expectativa permanente, tendo o cuidado de deixar sempre espaço livre para que ele possa entrar como, quando e quanto lhe aprouver.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s