23 De Novembro
Tem misericórdia de nós. Senhor, tem misericórdia; pois estamos sobremodo fartos de desprezo“, Sal.123:3

Precisamos ter bastante cautela, não tanto com o que possa prejudicar a nossa fé em Deus, mas, maioritariamente, com aquilo que pode prejudicar nossa atitude em Deus. “Portanto, guardai-vos em vosso espírito e não sejais desleais”, Mal.2:16. Qualquer atitude errada tem efeitos tremendamente nocivos e maléficos; ela é a inimiga principal que penetra directamente na alma e desvia de Deus a nossa mente fazendo pensar que não. Existem certas atitudes às quais nunca nos deveremos entregar pela displicência. Caso o façamos, descobriremos que elas nos desviam da confiança que há em Deus; e, enquanto não voltarmos a aquieta-nos só diante dele, a nossa fé será uma nulidade autêntica e nossa confiança na carne e no engenho humano crescerão e serão o factor que predominará.

Acautele-se contra “os cuidados deste mundo”, Marc.4:19, porque serão eles que produzirão a maioria dessas atitudes erradas. É impressionante notar como as coisas simples têm uma enorme capacidade de desviar a nossa atenção de Deus em vez de fazer-nos fitá-lo ainda melhor. Não se permita a veleidade de ser sufocado pelos cuidados das suas circunstâncias de vida.

Outra coisa que desvia nossa a atenção será aquele desejo intrínseco de nos justificarmos diante de todos. Santo Agostinho orava: “Ó Senhor, livra-me deste impulso de me estar sempre a justificar e a defender”. Essa atitude destrói a nossa fé em Deus por completo. “Eu preciso explicar-me; preciso fazer com que as pessoas me entendam”. O Senhor não se justificava; ele deixava que o mal-entendido se corrigisse por ele mesmo.

Quando percebemos que alguém não está em crescendo espiritualmente e permitimos que essa nossa descoberta se transforme em crítica moral contra tal pessoa, bloqueamos o nosso próprio relacionamento com Deus e com essa pessoa também. Deus nunca nos dá esse tipo de discernimento para que possamos criticar, mas, antes para que possamos interceder e revalidar sua comunhão com Ele.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s