11 De Novembro
Toma teu filho…” Gen.22.2

A ordem de Deus é: “Toma agora” e não “daqui a pouco”. É impressionante como gostamos de contestar tudo! Sabemos que é certo fazer determinada coisa, mas, procuramos desculpas para não termos de fazê-la imediatamente ou da maneira que devemos. Subir até ao cume que Deus nos mostra nunca pode ser feito daqui a pouco; tem que ser feito neste momento. O sacrifício é sempre oferecido primeiro no plano da vontade de quem oferece e só depois é que será oferecido de facto.

“Levantou-se, pois, Abraão de madrugada… e foi para o lugar que Deus lhe havia indicado”, Gen.22:3. Que simplicidade maravilhosa a de Abraão! Quando Deus falou, ele “não consultou carne nem sangue”, Gal.1:16. Tenha cuidado quanto tiver o desejo de consultar carne e sangue – suas próprias preferências, seu próprio discernimento das coisas, ou qualquer outra coisa que não faça parte daquele relacionamento pessoal que tem com Deus. São essas as coisas que competem directamente com Deus e podem impedir que lhe obedeçamos de pronto.

Vemos que Abraão também não escolheu o sacrifício. Cuidado para não cair no erro crasso de fazer para Deus um serviço que foi você quem escolheu; o auto-sacrifício pode ser prejudicial em vez de ser obediência pura – pode ser falta de vontade de obedecer. Se a taça que Deus lhe deu é doce, sorva-a com gratidão; se ele a fez amarga, tome-a em comunhão através dele. Se a vontade de Deus para si for passar por dificuldades e problemas, faça por enfrentá-las; mas, nunca queira escolher o lugar do martírio, como que dizendo, “Irei até ali só e nem mais um passo!” Foi Deus quem escolheu a provação e o lugar da provação para Abraão e ele não contestou nenhuma das coisas; obedeceu sendo firme. Se você não estiver naquela vivência da plena comunhão com Deus, será fácil julgar Deus ou Abraão de forma errada. Você terá que passar pela provação para depois ter o direito de emitir opinião sobre Deus, pois só após a provação é que se efectivará o propósito de Deus e só ali passará a conhecê-Lo melhor. O Senhor está operante em si com a finalidade exclusiva de poder unir o propósito dum homem ao propósito dele.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s