30 De Setembro
Agora me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do seu corpo que é a igreja“, Col.1.24.

Nós costumamos pensar em nossa própria consagração espiritual como sendo o tal “chamado”, mas quando nos acertamos com Deus ele varre tudo isso para um lado e, através de um processo doloroso, prende-nos a algo com que nunca sonharíamos sequer; então, num instante marcado de glória, percebemos o que ele quer de facto e logo dizemos: “Eis-me aqui, envia-me a mim“, Is.6:8.

Esse chamado nada tem a ver com nossa santificação pessoal; visa apenas tornar-nos “pão partido” e “vinho distribuído” para os outros. Deus nunca poderá tornar-nos vinho se resistirmos ao seu toque quando ele nos vier esmagar. Ah, se Deus usasse seus próprios dedos e me transformasse em “pão partido” e “vinho distribuído” de um modo muito especial! Mas, ele escolhe alguém de quem não gostamos, ou um conjunto de circunstâncias às quais não aderimos e às quais dizemos que jamais nos submeteremos e usa tudo aquilo para nos esmagar e será ali que fazemos as objecções. Nunca devemos escolher o cenário de nosso próprio martírio assim. Se vamos ser transformados em vinho, temos que ser esmagados; uvas não podem ser bebidas. Elas só se transformam em vinho quando espremidas.

Pergunto-me: que tipo de “dedos” Deus tem usado para espremer sua vida? E será que você, como uma bolinha dura vem-lhe escapando quando ele espreme? Você ainda não está maduro e se Deus o tivesse espremido agora e conseguido algum suco de si, o vinho obtido seria amargo. Para que flua vida de nós é preciso que os elementos da nossa vida natural sejam todos tomados pela presença de Deus e, providencialmente, partidos para o seu serviço. Temos de estar bem ajustados a Deus para que possamos ser o tal “pão partido” em suas mãos. Mantenha sua vida certa e no ritmo com Deus e deixe-o fazer consigo tudo que ele muito bem entender e sempre que ele quiser; e descobrirá que ele está produzindo o tipo de pão e de vinho que irá beneficiar os outros filhos dele.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s