Orando a Deus em Completo Segredo

Posted: September 17, 2016 in Meditações de Oswald Chambers...
Tags: , ,

16 De Setembro
Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai que está em secreto; e teu Pai que vê em secreto, te recompensará“, Mat.6.6

A ideia central na área espiritual é ter os olhos em Deus e não fixados nos homens. Não tenha como motivação o desejo de ser conhecido como uma pessoa que ora. Arranje um lugar onde possa orar secretamente, onde ninguém saiba que está orando, feche a porta e converse com Deus em segredo absoluto. Que seu único motivo seja conhecer seu Pai celestial assim, sem interferências. É impossível vivermos como discípulos exclusivos dele caso nunca tenhamos certos momentos de oração secreta e privada.
“E, orando, não useis de vãs repetições…” V.7. Não é por causa de nosso fervor que Deus alguma vez nos ouvirá; ele o faz apenas baseado naquela redenção que conseguiu para nós. Deus nunca se impressiona com o nosso fervor. Orar não é simplesmente procurar obter coisas de Deus; essa forma de oração é muito elementar e basicamente errada. Orar é entrar numa perfeita comunhão com Deus. Se o Filho de Deus estiver “encarnado” em nós através da regeneração que conseguiu, ele se antecipará ao nosso bom-senso e modificará nossa atitude em relação às coisas pelas quais oramos por completo.
“Pois todo o que pede recebe”. Oramos envolvendo muitas “baboseiras religiosas”, nas quais não participam nossa vontade e voluntariedade e depois dizemos que Deus não nos atende; a verdade é que não somos achados a pedir coisa alguma sequer. “Pedireis o que quiserdes”, disse Jesus. Pedir significa uma acção da nossa vontade própria. Sempre que Jesus falava sobre oração, fazia-o com a simplicidade que uma criança disporia por ela; já nós entramos quase sempre com um espírito crítico para dizermos: “É, mas…” Jesus apenas disse: “Pedi”. Lembre-se, porém, de que devemos pedir a Deus coisas que estejam de acordo com tudo aquilo que Deus revela do Senhor Jesus Cristo.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s