A Entrada e o Caminho do Reino

Posted: July 21, 2016 in Meditações de Oswald Chambers...
Tags: , ,

21 De Julho
Bem-aventurados os pobres de espírito“, Mat.5.3

Tomemos o cuidado de não apresentar o Senhor primeiro como Mestre. Se Jesus Cristo é apenas Mestre, a única coisa que ele pode fazer é atormentar-me com um padrão ao qual não posso corresponder. De que adianta apresentar-me um ideal que jamais conseguirei alcançar? Seria mais feliz sem conhecê-lo. De que adianta dizer-me que devo fazer o que nunca conseguirei perpetuar – ser puro de coração, fazer mais do que o meu dever, ser consagrado a Deus de forma perfeita? Preciso conhecer Jesus Cristo como meu Salvador para que seus ensinamentos representem para mim mais do que um mero ideal que tende a levar-me ao desespero. Depois de nascer de novo, do Espírito de Deus, perceberei que Jesus Cristo não veio apenas para ensinar; veio para fazer de mim aquilo que ele ensina que devo ser. A redenção significa que Jesus Cristo pode colocar em qualquer pessoa a mesma disposição que governou a sua própria vida e todos os padrões estabelecidos por Deus se baseiam nessa disposição que torna a obediência simples e concisa.

Os ensinamentos do Sermão do Monte levam o homem natural ao desespero – exactamente o que Jesus desejaria que fizesse. Enquanto abrigamos a noção farisaica e pretensiosa de que podemos cumprir o que Jesus ensinou, Deus nos deixará prosseguir até esbarrarmos nossa ignorância contra algum obstáculo; só então nos pré-disporemos a ir ter com ele como pobres de espírito para recebermos dele tudo que devemos ser. “Bem-aventurados os pobres de espírito”; esse é o primeiro princípio básico do reino de Deus. No reino de Jesus Cristo, o essencial é pobreza e não o que possuímos ainda; não decisões e votos de fidelidade a Jesus Cristo, mas, um sentido oportuno de absoluta incapacidade sem ele: “Por mim mesmo, não posso fazer nada”. Ao que Jesus responde: “Bem-aventurado és tu”. Essa é a Porta estreita de entrada no reino. E levamos tanto tempo para acreditar que somos pobres! Mas, só o reconhecimento da nossa própria pobreza nos leva ao terreno fértil onde Jesus opera.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s