2 De Julho
“Se alguém vier a mim e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos e irmãs e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo. Quem não leva a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo. Assim, pois, todo aquele dentre vós que não renuncia a tudo quanto possui, não pode ser meu discípulo”, Luc.14.26,27,33

Se os nossos relacionamentos mais íntimos se confrontam e chocam de frente com as exigências de Jesus Cristo, ele diz que antes devemos obediência imediata a ele. Discípulado significa devoção pessoal, incondicional e total a uma pessoa única, nosso Senhor Jesus Cristo. Existe uma diferença entre devoção a uma pessoa e devoção a princípios ou a uma causa. O Senhor nunca proclamou uma causa; ele proclamou a necessidade de uma devoção pessoal a Ele mesmo. Ser discípulo é ser um devoto servo do Senhor Jesus pelo amor. Muitos de nós que nos dizemos cristãos, não somos devotos a Jesus Cristo em exclusivo. Ninguém, na terra, pode ter esse devoto amor ao Senhor Jesus, a menos que o Espírito Santo lho tenha incutido. Podemos admirá-lo, podemos respeitá-lo e reverenciá-lo, mas, não podemos amá-lo. O único que ama realmente o Senhor Jesus é o Espírito Santo pela Sua presença nele e ele “derrama o próprio amor de Deus em nosso coração” também, Rom.5:5. Sempre que o Espírito Santo vir uma oportunidade de glorificar a Jesus, ele invadirá o seu coração, o seu sistema nervoso, toda a sua personalidade e simplesmente fará vibrar seu ser com devoção exclusiva e imediata a Jesus.

A vida cristã é marcada pela “originalidade moral e espontânea”; consequentemente, o discípulo está aberto à mesma acusação que recaiu sobre Jesus Cristo, ou seja, a acusação de incoerência. Mas, Jesus Cristo sempre foi coerente em relação a Deus e o cristão deve ser coerente em relação à vida do Filho de Deus que há nele e não em relação a doutrinas rígidas as quais aprendeu. Os homens dedicam-se a credos e Deus tem que arrancar deles, à força, todos os seus preconceitos, para que se possam dedicar somente a Jesus Cristo.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s