28 De Junho
Para conquistar aquilo para o que também fui conquistado“, Fil.3.12

Não resolva por si mesmo o ter de se lançar para o ministério; mas, se Deus colocar em seu coração o chamado, ai de si caso se desvie para a direita ou para a esquerda dele. Não estamos aqui a trabalhar para Deus por decisão pessoal, mas, porque Deus nos conquistou. Nunca devemos nutrir o pensamento: “Tudo bem, mas não estou capacitado para isso”. O que temos de pregar é determinado por Deus, não pelas nossas próprias inclinações e desejos naturais. Mantenha sua alma sempre bem relacionada com o seu Deus e lembre-se de que você é chamado, não apenas para dar testemunho, mas, para pregar o evangelho. Todo cristão tem que testemunhar, mas, quando se trata de haver sido chamado para pregar, temos que sentir a firme pressão da mão de Deus sobre nós, pois nossa vida tem sido assegurada por ele com essa finalidade única. Quantos de nós concluímos haver sido seguros para isso?

Nunca dilua a Palavra de Deus por conveniência; pregue-a em sua integral severidade. Deve haver uma inabalável lealdade à Palavra que é de Deus; mas, quando você for tratar pessoalmente com seu semelhante, lembre que você não é um ser especial, caído do céu, mas, um pecador salvo pela graça. “… Quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço…”, Fil.3:13.

 

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s