25 De Junho
Que direi eu? Pai, salva-me desta hora? Mas precisamente com este propósito vim para esta hora. Pai, glorifica teu nome“, João 12:27,28

Como servo de Deus, minha atitude face ao sofrimento e às dificuldades não deve ser a de pedir que possam ser evitados, mas, antes pedir que, passando pelo sofrimento, eu possa encontrar e preservar o “eu” que corresponde ao desígnio original de Deus para mim. O Senhor preservou-se entre o fogo do sofrimento; ele não foi salvo da hora, mas, através da hora.

Dizemos que não devia haver sofrimento, mas, o sofrimento existe e temos que nos encontrar e nos manter viventes em suas chamas. Se tentarmos escapar ao sofrimento ou recusar a acertar nossas contas com ele, seremos insensatos. O sofrimento é um dos factores mais importantes da vida; não adianta dizer que o sofrimento não deveria existir. O pecado e as tristezas e o sofrimento existem e não nos cabe a nós dizer que Deus cometeu um erro permitindo-os.

O sofrimento queima grande parte da nossa superficialidade, mas, nem sempre nos torna melhores pessoas. O sofrimento ou edifica o meu ser ou o destrói por inteiro. Ninguém pode preservar-se no sucesso, pois perde a cabeça; nem pode preservar-se na monotonia, pois se porá a lamuriar-se. O lugar de encontrarmos nosso verdadeiro ser, é nas chamas do sofrimento. Por que razão deve ser assim é outro assunto, mas, que isso é facto saberemos tanto através das Escrituras quanto através da própria experiência humana. Sempre se reconhece a pessoa que passou pelas chamas do sofrimento e se achou envolto nelas e também sabemos que podemos recorrer a essas pessoas e que encontraremos sempre alguém nelas com tempo suficiente para atender-nos a qualquer hora. A pessoa que não passou pelas chamas do sofrimento penderá a ser desprezadora e não achará tempo para nós. Se você se encontrar e se preservar nas chamas do sofrimento, Deus fará de si o alimento preferido de outras pessoas.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s