Archive for June, 2016

Junio 30

Ponte de acuerdo pronto con tu adversario“, Mateo 5:25

En este versículo Jesucristo estableció un principio muy importante: “Haz lo que sabes que debes hacer, ahora”. Hazlo con diligencia. Si no lo haces, empezará a cumplirse un proceso inevitable y tendrás que pagar hasta el último cuadrante en dolor, agonía y aflicción (ver Mateo 5:26). Las leyes de Dios son inalterables y es imposible escapar de ellas. Las enseñanzas de Jesús siempre van directamente a nuestro corazón.

Es natural querer que mi adversario reconozca todos mis derechos. Pero Jesús dice que es un asunto de eterna e imperativa importancia pagarle a mi adversario lo que le debo. Desde el punto de vista divino no importa si me defraudan o no. Lo importante es que yo no defraude a nadie. ¿Insisto en que se reconozcan mis derechos, o estoy pagando lo que debo según el punto de vista de Jesucristo?

Hazlo pronto y preséntate a juicio ahora mismo. En los asuntos morales y espirituales debes hacerlo enseguida. En caso contrario, ese inexorable proceso empezará a obrar. Dios está decidido a mantener a su hijo tan puro, limpio y blanco como la nieve que acaba de caer. Sin embargo, mientras desobedezcamos sus enseñanzas en cualquier punto, El usará a su Espíritu para que active cualquier proceso necesario para llevarnos a la obediencia. Nuestra insistencia en demostrar que tenemos la razón casi siempre indica de manera clara que estamos desobedeciendo en algún punto. ¡No es de extrañar que el Espíritu nos exhorte tanto a que siempre nos mantengamos en la luz! (Ver Juan 3:19-21).

Ponte de acuerdo pronto con tu adversario. ¿En alguna de tus relaciones personales has doblado repentinamente la esquina y descubres que había ira en tu corazón? Confiésalo pronto: arréglalo delante de Dios; reconcíliate con esa persona: ¡hazlo ahora!

AVIVAMIENTOS

(www.avivamientos.net)

“…Ojos era yo para el ciego, y pies para el cojo… y examinaba la causa que no conocía“, Job 29:15,16

Advertisements

30 De Junho 
Entra em acordo sem demora com o teu adversário“, Mat.5.25

Este é um princípio que Jesus Cristo estabeleceu: faça agora o que você sabe que tem de fazer, só que sem demora; se o não fizer, o inevitável processo de descalabro entrará em cena e você terá que “pagar até o último ceitil” em dor, em angústia e aflição, Mat.5:26. As leis de Deus são inalteráveis; nunca haverá jeito de se escapar delas. O ensinamento de Jesus vem de encontro com a nossa própria maneira de ser.

Fazer com que eu recupere meus direitos perante meu adversário é coisa de homem natural; mas, Jesus diz que é imperativo para mim, uma questão de importância eterna, que eu devolva e pague a meu adversário aquilo que lhe devo. Do ponto de vista do Senhor, não importa se sou defraudado ou não; o que importa é que eu não defraude ninguém. Estou defendendo meus direitos ou estou pagando o que devo, do ponto de vista que Jesus Cristo insistiu?

Tome uma atitude certa sem demoras, coloque-se agora em juízo contra si mesmo. Em questões morais e espirituais, você tem que fazê-lo imediatamente; se não o fizer, o inexorável processo de toda a justiça entrará logo em cena. Deus está decidido a fazer com que todos os Seus filhos sejam puros, limpos e alvos como a neve e enquanto houver desobediência em qualquer pormenor de tudo quanto ensinou a aprender, ele não impedirá a acção do seu Espírito Santo. Nossa insistência em provar que estamos com razão é, quase sempre, um indício de que já houve alguma desobediência de facto. Não é de admirar que o Espírito insista com tanta firmeza em que andemos constantemente na luz como Ele!

“Entra em acordo sem demora com o teu adversário”. Será que você teve só agora e de repente uma nova convicção sobre seu relacionamento com alguém e descobriu, por acaso, que havia ódio em seu coração? Confesse-o sem demora, coloque isso imediatamente diante de Deus; reconcilie-se com essa pessoa, mas, faça-o já!

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Junio 29

Y si tu mano derecha te es ocasión de caer, córtala y échala de ti, pues mejor te es que se pierda uno de tus miembros y no que todo tu cuerpo sea arrojado al infierno“, Mateo 5.30

Jesús no dijo que todos se deben cortar la mano derecha, sino: “si tu mano derecha te es ocasión de caer en tu caminar conmigo, entonces es mejor cortarla”. Hay muchas cosas que son perfectamente lícitas, pero si te vas a concentrar en Dios, no debes hacerlas. Tu mano derecha es uno de los mejores miembros que tienes; pero Jesús afirma que, si te impide cumplir sus preceptos, es mejor “cortarla”. El principio que se enseña aquí se refiere a la más estricta disciplina jamás dada a la humanidad.

Cuando Dios te cambia por medio de la regeneración, la característica al comienzo de esa nueva vida es que está “mutilada”. Hay muchas actividades que no te atreves a realizar, las cuales son tu mano derecha y tu ojo para ti y para el mundo que te conoce. La persona que no es espiritual dirá: “¿Qué tiene de malo? ¡Qué absurdo eres!” Hasta el momento nunca ha existido un santo que no haya tenido que vivir una vida mutilada al principio. Sin embargo, es mejor entrar en la vida mutilado y hermoso ante los ojos de Dios, que ser hermoso ante los ojos de los hombres, pero imperfecto delante de Él. Al comienzo Jesucristo tiene que impedir, por medio de su Espíritu, que hagas muchas cosas que podrían ser perfectamente correctas para todos los demás, pero no para ti. No obstante, ten cuidado y no uses tus restricciones para criticar a otros.

La vida cristiana está mutilada al comienzo. Pero en Mateo 5:48 Jesús describe la imagen de una vida perfectamente desarrollada: “Sed, pues, vosotros perfectos, como vuestro Padre que esta en los cielos es perfecto”.

AVIVAMIENTOS

(www.avivamientos.net)

“…Ojos era yo para el ciego, y pies para el cojo… y examinaba la causa que no conocía“, Job 29:15,16

 

26 De Junho 
E nós… vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus“, 2 Cor.6.1

A graça que poderá haver recebido ontem não servirá para hoje. A graça é o favor transbordante de Deus para connosco; é um recurso com o qual sempre poderemos contar. “Na muita paciência, nas aflições, nas privações, nas angústias” é onde a nossa paciência será provada, 2Cor.6:4. Por acaso está fracassando nesse teste vindo da graça de Deus? Ou afirma antes assim: “Bem, desta vez não conta porque não necessito dela”? Não é uma questão de orar e de pedir a Deus que o ajude; trata-se de apropriar-se agora da graça de Deus em Deus. Nós fazemos da oração a preparação prévia para o nosso trabalho; na Bíblia nunca é assim. A oração é a prática de se recorrer à graça de Deus. Não diga: “Suportarei isto até poder retirar-me e orar”. Ore agora; recorra à graça de Deus no momento da necessidade. A oração é a prática mais normal e mais actuante e não se trata apenas dum reflexo da sua devoção a Deus. Deveras, os crentes são lentos demais a recorrer a essa fonte.

“Nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos”, 2Cor.6:5, em todas essas situações recorra à graça de Deus e logo, tanto você quanto os outros, se maravilharão de tudo quanto Deus faz. Recorra agora, não daqui a pouco. A palavra-chave do vocabulário espiritual é agora. Que as circunstâncias o levem para onde quiserem, mas continue recorrendo à graça de Deus em todas as condições nas quais se possa achar em dados momentos. Uma das maiores provas de que você se está valendo de toda a provisão da graça de Deus é se, ao humilhar-se, manifestar apenas a graça que Deus dá e nenhum outro recurso.

“Nada tendo…” Não guarde nada. Esvazie o que você tem de melhor de dentro de si, esteja sempre desprovido de tudo quanto se possa vir a recorrer no tocante a provisões pessoais. Nunca seja diplomático e poupado pelo tesouro que Deus lhe dá. “… E possuindo tudo”, 2Cor.6:10. Esse tipo de pobreza será sempre triunfante.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Junio 28

…por ver si alcanzo aquello para lo cual fuí también alcanzado de Cristo Jesús“, Filipenses 3:12

Nunca elijas ser un obrero de Dios; pero una vez que recibas su llamado, ¡ay de ti si te apartas a la derecha o a la izquierda! No estamos aquí trabajando para Dios por elección propia, sino porque Él nos ha “agarrado”. Y, una vez que lo ha hecho, nunca pensamos: “Bueno, en realidad no soy apto para esto”. Dios también determina lo que vas a predicar y no es por la motivación de tus inclinaciones o deseos naturales. Mantén tu alma en una firme relación con Él y recuerda que fuiste llamado no sólo a testificar, sino también a predicar el Evangelio. Todo cristiano debe dar testimonio de la verdad de Dios. Pero, cuando se trata del llamamiento a predicar, debes sentirte fuertemente asido por la mano de Dios. Él ha tomado tu vida con este único propósito. ¿Cuántos de nosotros hemos sido agarrados así?

Nunca atenúes la palabra de Dios; predícala sin adulterar su severidad. Tu lealtad a ella debe ser inquebrantable. Sin embargo, cuando tengas un trato personal con tus semejantes, recuerda quién eres tú: no un ser especial creado en el cielo, sino un pecador salvado por gracia. “Hermanos, yo mismo no hago cuenta de haberlo ya alcanzado; pero una cosa hago : olvidando ciertamente lo que queda atrás y extendiéndome a lo que está delante, prosigo al blanco, al premio del soberano llamamiento de Dios en Cristo Jesús”, Filipenses 3:13-14.

AVIVAMIENTOS

(www.avivamientos.net)

“…Ojos era yo para el ciego, y pies para el cojo… y examinaba la causa que no conocía“, Job 29:15,16

28 De Junho
Para conquistar aquilo para o que também fui conquistado“, Fil.3.12

Não resolva por si mesmo o ter de se lançar para o ministério; mas, se Deus colocar em seu coração o chamado, ai de si caso se desvie para a direita ou para a esquerda dele. Não estamos aqui a trabalhar para Deus por decisão pessoal, mas, porque Deus nos conquistou. Nunca devemos nutrir o pensamento: “Tudo bem, mas não estou capacitado para isso”. O que temos de pregar é determinado por Deus, não pelas nossas próprias inclinações e desejos naturais. Mantenha sua alma sempre bem relacionada com o seu Deus e lembre-se de que você é chamado, não apenas para dar testemunho, mas, para pregar o evangelho. Todo cristão tem que testemunhar, mas, quando se trata de haver sido chamado para pregar, temos que sentir a firme pressão da mão de Deus sobre nós, pois nossa vida tem sido assegurada por ele com essa finalidade única. Quantos de nós concluímos haver sido seguros para isso?

Nunca dilua a Palavra de Deus por conveniência; pregue-a em sua integral severidade. Deve haver uma inabalável lealdade à Palavra que é de Deus; mas, quando você for tratar pessoalmente com seu semelhante, lembre que você não é um ser especial, caído do céu, mas, um pecador salvo pela graça. “… Quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço…”, Fil.3:13.

 

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Junio 27
Contigo estoy para librarte, dice Jehová“, Jeremías 1:8

Dios le prometió a Jeremías que lo libraría personalmente: “Tu vida te será por botín…”, Jeremías 39:18. Eso es todo lo que Dios les promete a sus hijos. Él guardará nuestra vida dondequiera que nos envíe. Nuestras propiedades y posesiones personales no deben ser importantes y no debemos apegarnos a ellas. Si lo hacemos, habrá temor, dolor y aflicción. Esta es la esencia del amparo que nos ofrece la protección de nuestras vidas.
El Sermón del Monte enseña que cuando estamos ocupados en los asuntos de Jesucristo, no tenemos tiempo para defendernos a nosotros mismos. Él nos dice al respecto: “No te preocupes si eres tratado de ana manera justa o no”. En realidad, procurar que nos traten con justicia indica que nos hemos desviado de la devoción a Él. Nunca busques la justicia en este mundo, pero nunca dejes de darla. Si la buscamos, empezaremos a quejarnos y a ser dominados por el descontento que produce la autocompasión: “¿Por qué me tratan de esta manera?” Si estamos consagrados a Jesucristo, no haremos nada con respecto al trato que recibamos, sea justo o injusto. En esencia, Jesús dice: “Sigue firme haciendo lo que te mandé y Yo guardaré tu vida. Si tratas de cuidarla tú mismo, te apartas de mi liberación”. Los más devotos de entre nosotros nos volvemos ateos en este asunto. No le creemos a Dios, entronizamos al sentido común y luego le pegamos el nombre del Señor. Nos apoyamos en nuestro entendimiento en lugar de confiar en Él de todo corazón (ver Proverbios 3:5-6).

AVIVAMIENTOS

(www.avivamientos.net)

“…Ojos era yo para el ciego, y pies para el cojo… y examinaba la causa que no conocía”, Job 29:15,16

27 De Junho
Eu sou contigo para te livrar, diz o Senhor“, Jer.1.8

Deus prometeu a Jeremias que o libertava pessoalmente: “Eu te darei a tua vida como despojo”, Jer.39:18. Isso é tudo o que Deus promete a seus filhos. Aonde quer que Deus nos envie, ele preservará nossas vidas. As coisas que possuímos, os nossos bens não são importantes, não são nossas vidas. Temos que nos manter desprendidos de todas essas coisas; se não o fizermos, poderemos ter temores, sofrimento e desolação sem vida.
O Sermão do Monte sugere que, quando estamos ao serviço de Jesus Cristo, não há tempo para pensarmos em nos defendermos a nós mesmos. O que Jesus diz, na verdade, é o seguinte: “Não se ocupe com o facto de estar ou não estar sendo tratado com justiça”. Procurar ser tratado com justiça é um sinal de que se está desviando da devoção integral e exclusiva a Ele. Nunca queira receber justiça neste mundo; mas, também nunca deixe de praticá-la só porque não a acha. Se procurarmos justiça, logo estaremos nos queixando e cedendo ao descontentamento e à auto-piedade: “Por que estou sendo tratado assim deste jeito?” Se somos consagrados a Jesus Cristo, não devemos de nos importar com o que nos pode ainda vir a suceder, seja tal coisa justa ou injusta. Jesus diz: “Continue firmemente a fazer o que eu lhe disse e serei eu a guardar sua vida. Se você tentar protegê-la por livre arbítrio e por seus próprios recursos, afastar-se-á da minha protecção”. Até mesmo o mais consagrado cristão pode tornar-se ateu numa situação dessas; deixamos de acreditar no que Deus diz; entronizamos o bom-senso e damos a esse bom-senso o nome de Deus. Estribamo-nos em nosso próprio entendimento em vez de confiar somente em Deus de todo nosso coração e alma, Prov.3:5,6.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16

Junio 26

Os exhortamos también a que no recibáis en vano la gracia de Dios“, 2 Corintios 6:1

La gracia que tenías ayer no te servirá para hoy. La gracia es el favor sobreabundante de Dios y siempre puedes contar con que está disponible para que la uses según tu necesidad. En mucha paciencia, en tribulaciones, en necesidades, en angustias. En estas situaciones nuestra fe se somete a prueba (ver 2 Corintios 6:4). ¿Te falta la gracia de Dios ahora? ¿Te estás diciendo: “Oh, bueno, no la tendré en cuenta esta vez”? No se trata de orar pidiéndole a Él que te ayude, sino de recibir su gracia ahora. Somos propensos a hacer de la oración la preparación para nuestro servicio; sin embargo, nunca vemos esto en la Biblia. La oración es el ejercicio de recurrir a la gracia de Dios. No digas: “Soportaré esta situación hasta que pueda retirarme a orar”. Ora ya; acógete a la gracia Divina en tus momentos de necesidad. La oración es el acto más normal y práctico y no simplemente una acción que refleja tu devoción a Dios. Al mismo tiempo, la oración es lo último en lo que aprendemos a valernos de la gracia. “En azotes, en cárceles, en tumultos, en trabajos…”, 2 Corintios 6:5. En todas estas circunstancias echa mano de su gracia, la cual te convierte en una maravilla de Dios, ante ti y ante los demás. Recurre a su gracia ahora y no dentro de un momento. La palabra principal en el vocabulario espiritual es ahora. Dondequiera que las circunstancias te lleven y en cualquier condición que te encuentres, continúa acudiendo a la gracia de Dios. Una de las mayores pruebas de que estás valiéndote de su gracia es que puedes ser totalmente humillado delante de otras personas sólo mostrando su gracia y nada más.

“No teniendo nada…”, 2 Corintios 6:10. Nunca te reserves nada. Vierte todo de ti dando lo mejor que tienes y sé pobre siempre. Nunca seas diplomático y cauteloso con el tesoro que Dios te ha dado. Esta es una pobreza victoriosa.

AVIVAMIENTOS

(www.avivamientos.net)

“…Ojos era yo para el ciego, y pies para el cojo… y examinaba la causa que no conocía“, Job 29:15,16

26 De Junho 
E nós… vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus“, 2 Cor.6.1

A graça que poderá haver recebido ontem não servirá para hoje. A graça é o favor transbordante de Deus para connosco; é um recurso com o qual sempre poderemos contar. “Na muita paciência, nas aflições, nas privações, nas angústias” é onde a nossa paciência será provada, 2Cor.6:4. Por acaso está fracassando nesse teste vindo da graça de Deus? Ou afirma antes assim: “Bem, desta vez não conta porque não necessito dela”? Não é uma questão de orar e de pedir a Deus que o ajude; trata-se de apropriar-se agora da graça de Deus em Deus. Nós fazemos da oração a preparação prévia para o nosso trabalho; na Bíblia nunca é assim. A oração é a prática de se recorrer à graça de Deus. Não diga: “Suportarei isto até poder retirar-me e orar”. Ore agora; recorra à graça de Deus no momento da necessidade. A oração é a prática mais normal e mais actuante e não se trata apenas dum reflexo da sua devoção a Deus. Deveras, os crentes são lentos demais a recorrer a essa fonte.

“Nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos”, 2Cor.6:5, em todas essas situações recorra à graça de Deus e logo, tanto você quanto os outros, se maravilharão de tudo quanto Deus faz. Recorra agora, não daqui a pouco. A palavra-chave do vocabulário espiritual é agora. Que as circunstâncias o levem para onde quiserem, mas continue recorrendo à graça de Deus em todas as condições nas quais se possa achar em dados momentos. Uma das maiores provas de que você se está valendo de toda a provisão da graça de Deus é se, ao humilhar-se, manifestar apenas a graça que Deus dá e nenhum outro recurso.

“Nada tendo…” Não guarde nada. Esvazie o que você tem de melhor de dentro de si, esteja sempre desprovido de tudo quanto se possa vir a recorrer no tocante a provisões pessoais. Nunca seja diplomático e poupado pelo tesouro que Deus lhe dá. “… E possuindo tudo”, 2Cor.6:10. Esse tipo de pobreza será sempre triunfante.

REAVIVAMENTOS

(www.reavivamentos.com)

“…Olhos para o cego e pés para o coxo… pai para o orfão e a causa que desconhecia, investiguei…” Jó 29:15,16