Archive for June, 2015

Your eyes saw my unformed substance; in your book were written, every one of them, the days that were formed for me, when as yet there was none of them. Verse 16

“The greatest tragedy in life is not death, but a life without purpose.” – Myles Munroe

What has value to the world? (Just to mention some!) 

Just as prophet Samuel (1 Samuel 16:7) we also has problem to describe someone or even ourselves. Why is that? Well, I think we’ve a big problem with our vision system and sadly we don’t know ourselves.

People are very concerned with what they have or show to others.

  • Appearance: wear/do this and this…to your body.
  • Intelligence (degrees, university, etc.).
  • Status (social or professional standing).
  • Wealth…

Now, don’t read me wrong. These and others are not bad things but, is it really true that if I don’t possess them am in wrong side?!

“Success in life has nothing to do with money, or food, or clothes, or cars that we accumulate.

                        Success has to do with being exactly what you’re born to be.”– Myles Munroe

So what has value to God? (Just to… a short list!!)

a) There’s no partiality for God; you’re beautiful just as you are; your value is not based on what you have, but on what you are.

For the LORD your God is God of gods and Lord of lords, the great, the mighty, and the awesome God, who is not partial and takes no bribe. Deuteronomy 10:17

b) God does not esteem the rich more than the poor.

Who shows no partiality to princes, no regards the rich more than the poor,

for they are all the work of his hands. Job 34:19

c) In God’s kingdom the one who humbles himself is the greater. Matthew 18:1-4; 23:11,12

A person with a negative self-image (some characteristics, hope you’ll add more through your comments)

a) Criticizes her own and others’ appearance.

b) Insecure (fear of any or something ?): “I can’t do it!”

c) Has difficult to accept a commendation.

A person with a positive self-image (just a very short list. Can you add more to my list?)

a) Full acceptance of who he is.

b) Confident (knows who he is in God).

c) Humble: knows how to deal with compliments even critiques.

Now, hm! what are you?

The following characteristics and many more become evident when one is a Christian and seeks God deeply.

i) A redeemed sinner. John 3:18

ii) God’s chosen one; the God’s heart target; treasure of God. 1 Peter 2:9

iii) Christ’s friend. John 15:15

iv) God’s delight. Isaiah 62:4

v) …disciple, beloved, children, saints, faithful.

vi) God rejoices over you. Isaiah 62:5

“Success is not measured by what you do compared to what others do,

it is measured by what you do with the ability God gave you.”– Zig Ziglar

Greetings!!!

Hope to read your comments.

El Predicador

Advertisements

Posted: June 28, 2015 in Abertura-Opening-はじめに

Em cada deserto de desespero, Deus tem um oásis de consolo!

Havia um grupo de mulheres num estudo bíblico do livro de Malaquias..
Quando elas estavam estudando o capítulo três, elas se depararam com o versículo 3 que diz: ‘Ele se assentará como um refinador  e purificador de  prata…’. Este verso intrigou as mulheres e elas se perguntaram o que esta afirmação significava quanto ao caráter e natureza de Deus.

Uma das mulheres se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata e voltar para contar ao grupo na próxima reunião do estudo bíblico.
Naquela semana esta mulher ligou para um ourives e marcou um horário com ele para assisti-lo em seu trabalho.
Ela não mencionou a razão de seu interesse na prata nada além do que sua curiosidade sobre o processo de refinamento da prata. Enquanto ela o observava, ele mantinha um pedaço de prata no fogo e deixava-o
aquecer. Ele explicou que no refinamento da prata devia-se manter a prata no meio do fogo onde as chamas eram mais quentes de forma a queimar todas as impurezas. A mulher pensou em Deus mantendo-nos em um lugar tão quente; depois, ela pensou sobre o verso novamente… ‘ Ele se assenta como um  refinador  e purificador de   prata’.
Ela perguntou ao ourives se era verdade que ele tinha que sentar-se em frente ao fogo o tempo todo que a prata estivesse sendo refinada. O homem disse que sim, ele não apenas tinha que sentar-se lá segurando a prata, mas também tinha que manter seus olhos na prata o tempo inteiro. Se a prata fosse deixada, apenas por um momento em demasia nas chamas, ela seria destruída.
A mulher silenciou por um instante. Depois, ela perguntou: ‘Como você sabe quando a prata está completamente refinada?’. E o homem respondeu: ‘Oh, é fácil! – o processo está pronto quando vejo minha imagem refletida nela’.
Esse é nosso Deus…

Que O Todo Poderoso vos abençoe!

Enviado via web pela amiga 118

Faleceu na igreja dos negligentes e frios na fé, a dona Reunião de Oração. A mesma esteve enferma desde os primeiros séculos da era cristã. Em vida, foi proprietária de grandes avivamentos bíblicos e de grande poder e influência no passado.

Os médicos constataram que a sua doença foi motivada pela frieza de coração, devido a falta de circulação da fé. Também foi constatado dureza de joelhos que já não dobravam mais, fraqueza de ânimo e muito falta de vontade.

Foi medicada, porém erroneamente pois foi receitada uma grande dose de “administração de empresa”, mudando’lhe o regime; o xarope de reunióes sociais sufocou-a bastante, e as injenções de competições desportivas que levou, provocaram uma má circulação nas amizades e, provocando ainda outros males da carne, tais como: rivalidades, ciúmes e sobretudo entre os jovens.

Foi-lhe administrado muitos acampamentos e comprimidos de club de campo; até cápsulas de gincana foi-lhe dado para tomar.

Resultado: morreu a Dna Reunião de Oração.

A autópsia revelou falta de elementos nutritivos causada pela ausência de alimentação do pão da vida, desidratação como consequência da carência de água viva e ausência espiritual.

Em sua memória, a igreja dos negligentes situada na Rua do Mundanismo, Nº 666 comunica que estará fechada nos cultos de 4ª e 5ª feiras. Aos domingos haverá escola dominical ou culto principal apenas pela manhã mesmo quando não houver feriados, o que será emendado com o lazer nas sextas e segunda feiras e, mais vígilias não fazem parte dos planos.

Respeitosamente,

Quinta feira, 24 de Dezembro de 2009, às 12:33

D. A.

El Predicador

Recebido via web.

         Não podemos cultivar um relacionamento íntimo com Deus apenas indo à igreja uma vez por semana ou mesmo tendo um período de busca diária. Uma amizade com Deus é construída ao partilharmos com Ele todas as nossas experiências.

         Sim! É importante estabelecer o hábito de um momento diário consagrado à Deus, mas Ele quer  mais que um compromisso na nossas agendas, Deus quer ser incluído em todas as nossas atividades, todas as conversas, todos os problemas, e até mesmo todos os pensamentos.

        Podemos manter uma conversa contínua e ilimitada com Deus ao longo do dia, conversando sobre o quer que estejamos fazendo ou pensando no momento. Orar continuamente significa conversar com Deus enquanto fazemos compras, trabalhamos, ou realizamos qualquer outra tarefa diária. Tudo o que fazemos pode ser transformado em “passar tempo com Deus”, se Ele for convidado para tomar parte e estivermos conscientes de Sua presença.

        A chave para uma amizade com Deus, não é somente mudar o que você faz, mas mudar a sua atitude em relação ao que faz. Hoje em dia, freqüentemente sentimos que precisamos “escapar” de nossa rotina para estar com Deus; mas isso somente porque não aprendemos a praticar Sua presença durante todo o tempo!

Geraldine Carvalho

Trecho do Livro: “Uma vida com propósitos” – Rick Warren – Ed. Vida

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

What would you do if an ISIS fighter wanted to meet up with you? You’d probably have lots of questions. What are his intentions? Is his spiritual…

Check out this interview via VOM Radio: When an ISIS Fighter Wants to Talk.

Mostram pelo seu proceder que trazem escrito no coração aquilo que a lei ordena. A voz da sua consciência ensina-lhes o que devem fazer e acusa-os ou defende-os, conforme os casos. Romanos 2:15 (BSP)

Recentemente, aprendi mais uma lição aqui na Janela 10-40. E foi mais ou menos assim: Havia passado a noite na universidade tentando terminar um trabalho que estava fora de prazo para submissão a uma conferência. Provavelmente, por volta das duas da tarde decidi dar uma pausa (acho que a essa altura o trabalho já havia sido revisado pelo meu supervisor) pois estava tonto e dei um salto ao restaurante mais próximo à minha faculdade.

Depois de encomendar o piteu (comida; verbo “pitar” = comer; [gíria, Angola]) e ser servido, descobri que estava sem a carteira e muito menos moedas soltas no bolso. Na verdade, o meu maior choque não foi o esquecimento da carteira, até porque era a primeira vez que estava numa situação dessas (há sempre uma, né?!). O meu maior espanto surgiu quando ouvi e percebi tão bem o que a senhora disse após a minha explicação e pedido de desculpas: não se preocupe, pode comer e volte depois para pagar.  Agi como se não tivesse percebido ou acreditado ao que acabara de ouvir, repeti o pedido de desculpas e sugeri que fosse a busca do dinheiro antes da refeição e ela simplesmente voltou a insistir na sua idéia o que acabou por prevalecer.

Se por um lado, foi uma situação de vexame para mim; por outro, foi uma grande oportunidade para ouvir Deus e aprender várias lições. Sim, há sempre algo para aprender em qualquer situação, quer boa ou má, basta ter as antenas no lugar (sobretudo, a antena espiritual). Mas, o que esta situação tem haver com o texto acima?

Naquele instante pensei assim: onde é que ela tira a confiança para fazer uma declaração destas? que garantias tem ela de que hei-de de voltar depois?

As respostas a estas e outras perguntas levaram-me para Deus. Sim, Ele está na origem disto tudo. Claro que o meu testemunho silencioso (carácter) contribuiu em certa medida para isto pois a cada lugar que vou o Mestre deve ser exposto quer eu fale ou não. Mas, quero apoiar-me, essecialmente, na intervenção da divindade antes da ocorrência dessa situação pois é nela que tiro a base para esta meditação.

O texto acima deixa bem claro que todos viemos a este mundo com a lei de Deus implantada em nossos corações. Quer seja cristão ou não, já tenho em mim a consciência da existência de Deus e dos princípios que devo adoptar para a vivência harmoniosa com os outros seres. Até mesmo os “atoas” (entenda-se ateus) nascem já com a lei escrita ou implantada nos seus corações mas, que em algum momento da vida decidem não adoptar tal princípio e escolhem assumir o comando das suas vidas com ideologias insensatas sobre a (in)existência de Deus.

Há 4 anos que vivo num país não-cristão ( será que existe algum país cristão aqui na terra?!) e, várias são as lições que aprendo com aqueles que não conhecem Cristo como seu Senhor ou ao menos ouviram falar; lições que se fossem adoptadas como estilo de vida numa nação como a minha com população maioritariamente cristã (pelo menos a estatística dos homens assim o diz e lembro-me tão bem como os meus olhos são testemunha disto aos Domingos) seriam interpretadas como generosidade exagerada ou fanatismo ou outros nomes; no meio dessa gente aprendo lições como o temor do Senhor no tempo, o pedir desculpas mesmo quando se sabe que estou certo ( o que na verdade não é mais senão uma renúncia de direitos, etc), e tantas outras provam com clareza que aqueles que partem deste mundo sem o privilégio de ouvir as Boas Novas, serão julgados de acordo com a lei de Deus implantada nos nossos corações o que, por si só deixa claro que ninguém escapará com alguma “desculpa farrapada” diante do juízo final,

Está determinado que os homens morram uma só vez

e  que depois sejam julgados por Deus.Hebreus 9:27 (BSP)

E, ainda, a clareza que a sentença do Bom Juíz será grande surpresa para muitos pois alguns “supostamente” herdeiros por ouvirem a Palavra várias vezes e declararem crer nela ficarão de fora e, muitos “supostamente” perdidos serão legalmente convidados às Bodas do Cordeiro.

Aquela senhora simplesmente obedeceu ao princípio do amor ao próximo, como se tivesse pensado – este jovem precisa alimentar-se e isto vale mais que o dinheiro que venha a pagar ou não pela refeição – mas, isto é amor ao próximo e quem ensinou isto a ela? Um pregador?! Não! mas, sim o próprio Deus pois implantou tal princípio dentro dela e ela apenas agiu em conformidade ao que o Criador preparara antes e, isto devia ser algo natural pois fomos todos criados para assim proceder. Não vivería eu bem no meu dia-a-dia se ao menos me esforcasse em viver o que trago escrito no meu coração pela lei do Eterno?

Cristo em mim é o cumprimento da lei, ou seja, o que vem escrito no meus coração se torna mais evidente e poderoso dentro do propósito original a medida que cada vez mais decresço e dependo dEle.

Eu sou a videira e vós os ramos.

Aquele que estiver unido comigo dá muito fruto

porque sem mim nada podem fazer. João 15:5 (BSP)

A minha história no restaurante terminou tão bem, tanto quanto começou pois depois de restituir o que devia terminámos ambos em agradecimentos e pedidos de desculpas. A única parte triste foi esta: estava sem folhetos na altura para dá-la.

Trocando impressões com o Pai: Pai, ensina-me a praticar a tua Palavra tal como fui criado para fazer.

El Predicador

Obs: Quer partilhar um pouco das suas lições comigo? Dê um toque nos comentários e estaremos ligados!!!