Archive for September, 2013

Posted: September 24, 2013 in My Devotionals
Tags: ,

貧しくもせず、金持ちにもせず私のために定められたパンで私を養ってください。

…don’t let me be too poor or too rich.

Give me just what I need. Proverbs 30:8

 

Advertisements

The Absurdity of Life without God | Reasonable Faith.

Posted: September 18, 2013 in Christianity in the 1rst Person
Tags:

Imagine yourself as a living house. God comes in to rebuild that house. At first, perhaps, you can understand what He is doing. He is getting the drains right and stopping the leaks in the roof and so on; you knew that those jobs needed doing and so you are not surprised. but presently He starts knocking the house about in a way that hurts abominably and does not seem to make any sense. What on earth is He up to? The explanation is that He is building quite a different house from the one you thought of – throwing out a new wing here, putting on an extra floor there, running up towers, making courtyards. You thought you were being made into a decent little cottage: but He is building a palace. He intends to come and live in it Himself.

C. S. Lewis

“Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer”, João 17.4

A rendição pessoal não é a entrega da vida exterior, mas, da vontade interior do homem; depois que se consegue isso, tudo está feito. Existem, na realidade, poucas crises na vida; a grande crise é a rendição da vontade de todo o homem global. Deus nunca esmaga a vontade duma pessoa para que ela seja manipulada; nunca lhe suplique que o faça; Ele simplesmente espera até que se lhe renda sua vontade e tem de ser essa vontade a render-se e não você a rendê-la. E nunca mais essa luta precisará repetir-se de novo.

Rendição para sermos libertados de nós. “Vinde a mim… e eu vos aliviarei”, Mat.11:28. Só depois que começamos a experimentar o que significa salvação é que renderemos toda a nossa vontade a Jesus em troca desse alívio. Tudo que estiver perturbando nosso coração será sempre um apelo subtil à compra da nossa vontade de volta: “Vinde a mim.” E essa aproximação tem que ser voluntária e real.

Rendição para sermos devotos. “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo e…”, Mat.16:24. A rendição aqui é do nosso “eu” a Jesus, visando entrar no descanso que só Ele dá. “Se ainda quiser ser meu discípulo, entregue-me seus direitos sobre si mesmo, todos quantos detém ainda”. A partir daí, nosso viver será tão-somente um reflexo dessa entrega absoluta e incondicionalíssima. Depois de feita a rendição, não precisaremos mais fazer nenhum tipo de suposição sobre nada. Não precisamos preocupar-nos com nossas circunstâncias; Jesus cuidará de tudo.

Rendição para a morte. João 21.18,19. “… Outro te cingirá”. Você já aprendeu o que significa ser cingido para a morte? Cuidado com a rendição a Deus feita num momento de êxtase; você corre o risco de voltar atrás depois desse êxtase. A verdadeira rendição implica em estarmos unidos com Jesus em sua morte, a ponto de nada mais nos agradar senão ele – mesmo na morte – e a não ser aquilo que só agrada a Jesus.

O que vem depois dessa rendição? Depois dela, a vida toda é uma aspiração por uma incessante comunhão continuada com Deus.

  Oswald Chambers

Habla Espanol o Portugues y es Cristiano? Este texto te ayudara mucho en su compromicio con Dios. Hace un click en el link:

¿Cómo alcanzar a los perdidos y compartir tu fe a través de las redes sociales? | Sermones – Estudios Biblicos – Recursos Cristianos.

Workshop para solteiros (as)

Temor do Senhor, base para relacionamentos saudaveis.
Aproveite a ocasiao e aprenda para ser um canal de bencao numa sociedade onde valores estao sendo deturpados cada vez mais.